Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Programa Mulheres Mil certifica primeiras turmas em Santa Cruz
extensão

Programa Mulheres Mil certifica primeiras turmas em Santa Cruz

09/11/2012 - Cerimônia marcou a conclusão dos cursos 2012.1

Programa Mulheres Mil certifica primeiras turmas em Santa Cruz

84 alunas receberam o certificado de conclusão

Nesta quinta-feira (8), um grupo de 84 mulheres participou da cerimônia de Certificação do Programa Mulheres Mil no Câmpus Santa Cruz.

Alunas de diversos municípios da região, divididas nos cursos de Artesanato em Material Reciclável, Corte e Costura, Processamento de Frutos e Auxiliar de Cozinha, receberam o certificado de conclusão do Programa. Durante 8 meses, elas cursaram disciplinas técnicas de sua área, informática, língua inglesa, temas relacionados ao empreendedorismo, além de português e matemática,

A cerimônia contou com a presença de parentes e amigos das concluintes, servidores do IFRN e representantes das prefeituras e instituições parceiras, que colaboraram para que o projeto, conduzido pela pedagoga Rita de Cássia Rocha e pela psicóloga Bianca Tavares, fosse consolidado.

A tarde foi marcada pela emoção de todos que de alguma forma se envolveram com o Mulheres Mil. O sentimento de dever cumprido esteve presente nos discursos permeados de gratidão e esperança das oradoras de cada turma, apreciados pelos convidados e pela mesa diretora do evento composta pela Pró-Reitora de Extensão do IFRN, Régia Lúcia Lopes, pelo Diretor Acadêmico do Câmpus Santa Cruz, Sérgio Trindade, pelo Secretário de Educação de Jaçanã, Flávio Dantas (representando as prefeituras parceiras) e pelo Superintendente do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-RN), Luiz Henrique Paiva (representando as instituições parceiras).

As coordenadoras do Mulheres Mil no Câmpus Santa Cruz destacaram o grande desafio que foi conduzir o programa, devido às inúmeras dificuldades enfrentadas por cada uma das alunas para poderem estar em sala de aula. O deslocamento diário para o Câmpus, a necessidade de continuar os afazeres domésticos e a atenção a suas famílias foram barreiras transpostas graças à vontade de aprender. “Comemoramos hoje o baixo índice de evasão dessas primeiras turmas, apenas 16%, e também temos que enaltecer o esforço das que tentaram, mas que, por causa de outras adversidades e até de novas oportunidades que surgiram, não puderam chegar até aqui conosco”, ressaltou Rita de Cássia.

Entre as concluintes, exemplos de superação estão marcados em muitas histórias de vida. Dona Josefa Mota, 45 anos, ingressou no curso de Corte e Costura do Mulheres Mil mesmo estando distante dos estudos desde os 13 anos, quando teve que interromper as idas à escola para trabalhar e ajudar no sustento da família. Aprendeu coisas novas e resgatou conhecimentos que estavam adormecidos desde o período em que frequentava as salas de aula.

Com a retomada dos estudos, Dona Josefa agora trabalha ensinando técnicas de corte e costura a outras colegas de Jaçanã. “Vou continuar a estudar, tomei gosto”, comentou.

Graças à qualificação oferecida pelo Mulheres Mil, muitas outras trajetórias estão guinando rumo à conquista da cidadania plena, como bem destacou a Profa. Régia Lúcia ao final de sua fala: “Que este seja o primeiro passo de uma caminhada vencedora”.

Ações do documento

Página em carregamento