Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Especialista norte-americano em internacionalização visita o IFRN
Extensão

Especialista norte-americano em internacionalização visita o IFRN

03/02/2014 - O objetivo da visita inicial de três semanas é aprimorar os projetos de internacionalização

Especialista norte-americano em internacionalização visita o IFRN

David Shallenberger foi recepcionado pelos pró-reitores e pelo assessor de Relações Internacionais do IFRN

Até o dia 21 de fevereiro, o IFRN recebe a visita do americano David Shallenberger, especialista em internacionalização de instituições. Com mestrado, doutorado e PhD na área, David passará inicialmente três semanas no Instituto, com o objetivo de diagnosticar o nível de internacionalização das ações desenvolvidas por servidores, alunos e gestores. A partir disso, serão propostos e desenvolvidos projetos a fim de aprimorar esses níveis. 

O professor foi recepcionado hoje (3), no Gabinete da Reitoria do Instituto, pelo pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Wyllys Abel Farkatt Tabosa, no momento como reitor em exercício; pelo pró-reitor de Pesquisa, José Yvan Pereira Leite; pela pró-reitoria de Extensão, Régia Lúcia Lopes, e pelo Assessor de Relações Internacionais, Marcelo Camilo.

Após o primeiro contato com o IFRN, David Shallenberger retorna  a Natal ainda em agosto de 2014, quando passará mais três semanas no Instituto. Nesse período, poderá dar continuidade aos projetos iniciados. A visita do especialista é uma parceria entre a Pró-Reitoria de Extensão do IFRN, através da Assessoria de Relações Internacionais, e a Fullbright, por meio do "Specialists Program", que seleciona projetos de curta duração no âmbito do ensino, consultoria e investigação. 

"Realizamos a inscrição no programa pensando na importância da internacionalização, hoje, para o nosso mundo globalizado. De cara sugerimos o nome do professor David, por já conhecermos o trabalho dele e sabermos que poderia nos ser uma soma muito importante para o desenvolvimento da nossa Instituição e do nosso estado", explicou Marcelo Camilo. 

Segundo Shallenberger, a ideia é aprimorar a internacionalização do Instituto de uma forma ampla, não só na mobilidade (intercâmbios), mas nas aulas ministradas aqui mesmo. "Os alunos que não têm condições de viajar também têm de se internacionalizar. Eles têm de aprender a trabalhar no mundo globalizado", destacou o especialista. Nessas três primeiras semanas, ele viajará, junto com o Assessor de Relações Internacionais do IFRN, a vários campi do Instituto, a fim de realizarem os diagnósticos necessários à implantação de projetos.

Ações do documento

Página em carregamento