Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Da fantasia à realidade: quando o teatro vai ao museu
Extensão

Da fantasia à realidade: quando o teatro vai ao museu

30/03/2021 - Com linguagem lúdica, projeto transforma visita virtual ao Museu de Minérios em atrativo especial às crianças

Da fantasia à realidade: quando o teatro vai ao museu

Atividades passaram a ser transmitidas via Google Meet.

Por Romana Alves

O projeto “Encantando e aprendendo: o teatro vai ao museu”, de autoria da professora Narla Musse, geóloga e doutora em Educação, do Campus Natal-Central do IFRN, ensina que brincadeira deve ser levada a sério. Com o objetivo de possibilitar a compreensão dos conteúdos técnicos sobre os minerais e contribuir com a divulgação do Museu de Minérios, o projeto utiliza o teatro de bonecos, o que tem atraído a atenção do público infantil.

A iniciativa para o surgimento do projeto veio a partir da percepção de que os alunos do ensino fundamental não manifestavam interesse durante as visitas tradicionais. “Percebemos que os alunos do ensino fundamental não ficavam muito motivados durante as visitas presenciais que eram realizadas ao museu. Assim, pensamos em uma estratégia de despertar o interesse desse público, utilizando o teatro de bonecos”, contou Narla.

O projeto é direcionado a estudantes do ensino fundamental de escolas públicas e privadas, e a participação pode ser agendada por meio do endereço eletrônico museudeminerios@ifrn.edu.br ou pelo Instagram do Museu: @museudeminerios.

Em tempos de pandemia, a ferramenta lúdica foi também o fator-chave para que as escolas com ensino remoto tivessem uma aula inesquecível. A visita virtual com o teatro de bonecos foi uma forma inovadora de tornar o encontro único: “Este projeto possibilitou que alunos de quatro escolas diferentes pudessem ir ao Museu durante o tempo de isolamento social, intermediados pelas apresentações remotas, nas quais os bonecos tornaram as atividades da visita virtual ao Museu muito mais atraentes e repletas de significados”, disse a professora, que explicou, ainda, que as atividades passaram a ser realizadas por meio da plataforma Google Meet.

Presencial ou remoto, o projeto “Encantando e aprendendo” aproxima o conhecimento técnico dos estudantes, quebrando paradigmas e mostrando que a ida ao museu pode e deve ser um programa atrativo: “Acredito que o diferencial do projeto é exatamente atrair o público para o museu, utilizando uma ferramenta divertida, fazendo com que os estudantes sejam estimulados a visitarem os espaços de cultura, como museus, desconstruindo uma visão de que eles são locais sem graça e sem atrativos”, conclui Narla.

Ações do documento

Página em carregamento