Você está aqui: Página Inicial / Campi / Currais Novos / Notícias / NEABI visita comunidade Negros do Riacho
NEABI

NEABI visita comunidade Negros do Riacho

27/08/2014 - Grupo do IFRN Currais Novos faz sua primeira visita a uma comunidade quilombola da região.

NEABI visita comunidade Negros do Riacho

Membros do NEABI em visita à comunidade Negros do Riacho (Foto: COCSEV/CN)

Na última terça-feira (26) a comunidade quilombola mais tradicional do munícipio de Currais Novos recebeu o Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (NEABI) do IFRN Currais Novos. O contato foi o primeiro passo para a atuação do núcleo junto às comunidades quilombolas e indígenas da região, que compreende, além do município, outras cidades do Seridó.

A visita foi mediada por professores da Escola Quilombola Francisco de Assis e por José Oliveira, membro atuante da comunidade e integrante da associação de moradores locais. Durante a conversa com os professores e alunos, foram evidenciadas questões que dizem respeito a necessidades básicas dos habitantes e a preocupação com o registro cultural das atividades tradicionais dos Negros do Riacho, além da prática de ações de desenvolvimento e afirmação da identidade.

O contato inicial do NEABI teve o intuito de aproximar e conhecer melhor a comunidade para que as diretrizes dos trabalhos que surgirão possam contemplar as reais necessidades dos moradores locais. Foram discutidas, por exemplo, as possibilidades de oficinas e projetos de extensão fomentados pelo IFRN Currais Novos e o auxílio do Instituto a projetos que já estão em andamento, como o da Área Verde e da criação de uma horta comunitária.

Para Theo Alves, membro do NEABI, “é fundamental que haja um diálogo mais aberto e significativo entre a comunidade Negros do Riacho e instituições sérias como o IFRN, que estão preocupadas em preservar a memória comunitária e oferecer oportunidades para que as pessoas possam desenvolver seus potenciais e atuarem de maneira mais efetiva nas questões sociais”.

O NEABI do IFRN Currais Novos é formado pela pedagoga Paula Francinete Batista; Theo Alves, comunicador social do campus; Mainomy de Carvalho, engenheira de alimentos; pelos professores Júlio César de Alencar, João Damasceno e Maura Bezerra; e Ronaldo Gomes, presidente da Fundação José Bezerra Gomes e membro representante dos movimentos sociais do município.

Estão previstas visitas iniciais às comunidades Ludugero, do Totoró; Macambira, de Lagoa Nova; e Boa Vista, de Parelhas. Após essas visitas de reconhecimento, o NEABI definirá sua atuação através de projetos junto às comunidades.

 

Ações do documento

Página em carregamento