Portal IFRN

Educação, Ciência, Cultura e Tecnologia em todo o Rio Grande do Norte

Campus Canguaretama atinge meta de Internacionalização no Plano de Desenvolvimento Institucional

O Campus foi o único que cumpriu as metas do PDI, alcançando 93,33%

Publicada por Sara Gomes em 01/03/2024 Atualizada há 3 meses, 2 semanas

No Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte, a Assessoria de Relações Internacionais (ARI) atua como agente de articulação e assessoramento com vistas à elaboração de acordos internacionais de cooperação técnica, científica e cultural, além de assessoramento da Direção Geral e demais coordenações do Campus Canguaretama nos assuntos das relações internacionais.

Em 2023 o Campus Canguaretama foi destaque no Objetivo Estratégico ES-5 previsto no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2019-2026 do IFRN. O objetivo ES-5 (Desenvolver a internacionalização no IFRN) que define os indicadores de internacionalização e as metas anuais de cada campus.

Indicadores, Metas e Resultados 2023 do Objetivo ES-5

Indicador Meta Resultado
Índice de part. em eventos no exterior. 3 9
Índice de proj. parcerias intern. - pesq. 0 3
Índice de mob. intern. - disc. rec. 1 3
Índice de mob. intern. - serv. rec. 2 4
Índice de proj. parcerias intern. - ext. 0 1
ndice de mob. intern. - disc. env. 3 3
Índice de proj. parcerias intern. - ens. 0 0
Índice de mob. intern. - serv. env. 3 1
Índice de part. em eventos intern. no Brasil 3 1

Destacamos que o Campus Canguaretama obteve o valor mais alto e o único que alcançou totalmente a meta definida no PDI, com 93,33%.

Ações realizadas

  • 12 ações de internacionalização em ensino;
  • 08 ações de internacionalização em extensão;
  • 05 ações de internacionalização em pesquisa e inovação;
  • 06 parceiros internacionais de Equador, Moçambique, Estados
    Unidos e Portugal.

O Assessor de Relações Internacionais do Campus Canguaretama, professor Helber Silva, expressa satisfação pelo alcance das metas anuais de internacionalização, especialmente pelas ações executadas por estudantes e professores do grupo de estudos e trabalhos para a internacionalização (GINTER).

Para o professor Flávio Ferreira, Diretor geral do Campus, "O alcance dessa meta nos orgulha positivamente, pois mostra o investimento e a continuidade de um trabalho que se consolida e se torna um atrativo pra quem deseja estudar no IFRN. No mundo atual existe um incentivo espontâneo por se conhecer realidades diferentes e ganhar outras experiências formativas e culturais."

Perspectivas para 2024

  • Articulação com coordenações de curso do Campus;
  • Submissões de propostas para fomento externo;
  • Criação de plano de comunicação das ações de internacionalização;
  • Recomposição do GINTER para elaboração de plano de atividades;
  • Fortalecimento de ações visando aos indicadores do PDI.