Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Rede de Grêmios inaugura sede na Reitoria
CONSTRUÇÕES COLETIVAS

Rede de Grêmios inaugura sede na Reitoria

16/07/2021 - Espaço é “sede institucional para dialogar em busca dos melhores caminhos”, disse o reitor

Rede de Grêmios inaugura sede na Reitoria

Imagem cedida pela Regif

Nos dias 08 e 09 de julho, setores como a Diretoria de Atividades Estudantis (Digae), a Pró-Reitoria de Ensino (Proen) e a Pró-Reitoria de Extensão (Proex) do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) se reuniram com a gestão da Rede de Grêmios do IFRN (Regif) para debater pautas destinadas ao corpo discente do Instituto. O retorno das aulas de forma híbrida, o orçamento da Assistência Estudantil, o planejamento de uma formação política para os alunos, além de pautas referentes à saúde mental estavam entre os temas discutidos

Na oportunidade, foi inaugurada a sede da Regif na ReitoriaAlém de um espaço físico, a sede simboliza uma trajetória de luta da Rede de Grêmios em defesa de uma escola pública, gratuita e de qualidade. São os alunos que fazem com que a Instituição tenha vida, são eles que têm acesso e recebem, de forma direta, o Ensino, a Pesquisa e a Extensão. O movimento estudantil não tem que ser um braço da Reitoria ou da Direção, ele precisa ter autonomia, e para isso, é fundamental que se tenha um espaço institucional em que se possa dialogar em busca dos melhores caminhos possíveis”, ressaltou o reitor do IFRN, professor José Arnóbio. 

Segundo Karydja França, presidente da Regif, desde a sua fundação, a entidade reinventa o conceito de movimento estudantil no IFRN, e a participação da Rede nos diversos espaços - institucionais ou não - sempre foi crucial para a defesa da educação pública, gratuita e de qualidade: “Hoje, mais de cinco anos depois, é nítido o quanto avançamos coletivamente e o quão simbólico é possuir uma sala física na Reitoria do Instituto, uma vez que representa, mais do que nunca, que chegou o momento de esperançar para além dos nossos muros. Em nome da Rede, agradeço imensamente ao professor José Arnóbio por entender a nossa demanda e convoco os nossos estudantes federais a continuar na luta por mais conquistas”, declarou

Gestão participativa

"A inauguração da sede da Regif na Reitoria representa a gestão participativa que vem sendo conduzida pelo professor Arnóbio, afinal não existe gestão escolar sem uma participação efetiva da representação estudantil em todos os processos da nossa Instituição, e a sede da Regif na Reitoria expressa esse sentimento", explicou Paulo Filgueira, assessor de assistência ao estudante do IFRN.

Gabrielle Matiaspresidente do Grêmio Estudantil Paulo Freire, do Campus Natal-Zona Norte, destaca que a voz dos estudantes precisa ser ouvida para que haja melhorias na Instituição: “Ver que estamos sendo representados pela Regif na Reitoria e que nossa voz está sendo melhor ouvida, é algo satisfatório. Fico muito feliz que tenhamos espaço para discutir o que precisa ser melhorado e mais feliz ainda em ver os resultados disso tudo na prática”, celebrouPara ela, o espaço é importante para que estudantes se sintam mais à vontade para debater pautas importantes estando mais próximos aos representantes da Instituição.

Para Júlio César, presidente do Grêmio Estudantil Joaquim Correia, do Campus Pau dos Ferros, o espaço concedido à Regif na Reitoria é de total importância, tanto para o movimento estudantil quanto para todo o corpo discente docampi: “Assim poderemos promulgar todas as nossas intervenções, compactuando com os interesses de todos e podendo ter uma proximidade maior com os representantes do Instituto. Particularmente, acho que esse foi um primordial e louvável feito para nossrepresentação política, viabilizandoassimuma conexão aprazível e eminente”, enfatizou.

diálogo entre a Regif e a Reitoria do IFRN é de suma importânciaexplica o estudante Vinícius Costa, do Campus Santa Cruz, que complementa: “Somente por meio desse contato é possível que a voz estudantil seja ouvida, proporcionando melhorias em nossa Educação e na consolidação da democracia. Vale lembrar, também, que é nosso dever participar dessas decisões, construindo assim um futuro melhor para a Instituição. Tenho certeza que a Regif, como nossa representação máxima, continuará realizando esse trabalho incrível, lutando pelos nossos direitos e sempre dispostos a nos ouvir”.

Sobre a Regif

A Rede de Grêmios do IFRN (Regif) foi fundada em 2016 e desde então, de acordo com a gestão, enfrenta desafios e participa de campanhas destinadas à comunidade estudantil. A Rede atua principalmente na organização das agremiações do IFRN e na sistematização das lutas. “A Regif enxerga a Educação como um fator de extrema importância, como um potencializador das camadas e minorias”, declarou a vice-presidente Liandra Feliciano. “Sem a Educação a Regif não existiria, e é através dela que os grêmios conquistaram o diálogo sistêmico que tem hoje”, explica Kauã Carvalho, diretor de comunicação da Regif.

Ações do documento

Página em carregamento