Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Institutos Federais discutem Doutorado Profissional em Rede
Colaboração em Rede

Institutos Federais discutem Doutorado Profissional em Rede

12/05/2022 - Proposta surge a partir do Fórum de Pró-reitores de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação

Institutos Federais discutem Doutorado Profissional em Rede

Reunião para discussão foi realizada no dia 9 de maio de 2022, presencialmente, na Reitoria do IFRN.

Representantes de oito Institutos Federais realizaram uma reunião híbrida para discutir uma proposta de Doutorado Profissional em Rede. A ideia surgiu no último Fórum de Pró-reitores de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Forpog) do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif). 

Realizado em Salvador, na Bahia, de 26 a 28 de abril de 2022, o encontro do Forpog possibilitou a discussão do cenário atual nos âmbitos da Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação na Rede.  Avelino Lima Neto, professor e pró-reitor de Pesquisa e Inovação do IFRN, acredita que os programas em rede têm sido bem avaliados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). “Devido à capilaridade das instituições e às suas respectivas redes de pesquisa, normalmente os programas em rede tem potencialidades que uma proposta individual não possui”, afirmou.

Encaminhamentos

Os participantes deliberaram pela criação de um Grupo de Trabalho (GT) composto por um representante da Pró-Reitoria e outro representante institucional - de preferência, membro do possível corpo docente. O Instituto Federal de Sergipe (IFS) se disponibilizou a ser a sede da proposta e emitirá a Portaria de Constituição do GT. Uma vez criado, o GT irá compartilhar com os membros alguns documentos importantes para a elaboração da Apresentação de Proposta de Curso Novo (APCN).

No IFRN, o encaminhamento foi para que o colegiado do Programa de Pós-Graduação em Uso Sustentável de Recursos Naturais (PPGUSRN) discuta sobre a viabilidade da adesão à proposta, considerando que o Plano de Desenvolvimento Institucional 2019-2026 prevê a verticalização do programa, com a criação do curso de doutorado. Para Sheyla Varela, coordenadora do programa, a proposta está em consonância com os anseios de verticalizar o PPGUSRN. “A possibilidade de submeter uma proposta de doutorado em rede nos fortalecerá perante a Capes”, disse.

Presencialmente, na reitoria do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), além de Avelino Lima Neto e Sheyla Varela, participaram Handson Pimenta, diretor de Pesquisa e Inovação do Campus Natal-Central; Mário Monteiro, pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE); Chirlaine Gonçalves, pró-reitora de Pesquisa e Extensão do Instituto Federal de Sergipe (IFS); e Jaime Neto, diretor de Pesquisa e Pós-Graduação do IFS. Virtualmente, também participaram representantes das Pró-Reitorias de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação dos Institutos Federais do Ceará (IFC), da Bahia (IFBA), do Sertão Pernambucano (IFSertão), do Pará (IFPA) e do Piauí (IFPI).

Ações do documento

Página em carregamento