Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN visita Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
Parceria

IFRN visita Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

04/05/2022 - Encontro com representantes do Inpe ocorreu na segunda-feira (2) e teve o objetivo de analisar futuras parcerias

IFRN visita Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Reunião aconteceu na tarde na segunda-feira (2), na Coordenação Espacial do Nordeste.

Na tarde da última segunda-feira (2), uma representação do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) visitou o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Ação teve o objetivo de apresentar os atuais trabalhos em desenvolvimento conjunto e a possibilidade de futuras parcerias entre o IFRN e o Inpe.

O grupo formado pelo reitor do Instituto, professor José Arnóbio; pela pró-reitora de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, professora Antônia Francimar; pelo assessor de Projetos Especiais da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propi), professor Moisés Souto; e pela Assessoria de Comunicação Social e Eventos (Asce), foi recebido pelo engenheiro eletricista Marcos Aurélio Ferreira dos Santos, que está à frente da Coordenação Espacial do Nordeste (Coene/Inpe).

Logo no início da tarde foi realizada uma reunião na Coene/Inpe. Além da presença da equipe do IFRN e do coordenador espacial do Nordeste, Marcos Aurélio, na ocasião, esteve presente a coordenadora de Ensino, Pesquisa e Extensão do Inpe, professora Fátima Mattiello, e o coordenador da Constelação de Nanossatélite Ambientais (Conasat), engenheiro Manoel J. Mafra de Carvalho. 

Como explica o professor Moisés Souto, assessor de Projetos Especiais da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propi/IFRN) e coordenador do Centro de Competências em Soluções Livres (CCSL-IFRN), “a gente quer, agora, consolidar essas parcerias, pensando no que podemos construir conjuntamente”. Durante a reunião, Fátima Mattiello fez uma apresentação sobre os sete programas de pós-graduação e as ações de extensão do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais.

O reitor José Arnóbio ressalta que o objetivo da parceria “é o desenvolvimento de ações na área de tecnologia, na área dos nanossatélites e pensar em uma colaboração tecnológica, que possa colocar em funcionamento o que nós projetamos no CT Espacial para a criação de ações que busquem otimizar várias outras áreas no RN”. Arnóbio conta que o IFRN e o INPE já realizaram ações em conjunto e cita a plataforma Samanaú, que monitora dados meteorológicos. “Para além disso, a questão do desenvolvimento acadêmico é outra perspectiva que a gente tem para essa cooperação. Então, eu acredito que essas ações ligadas à área do CT Espacial serão fundamentais para a otimização de outras tecnologias que existem no IFRN”, concluiu.,

 “Uma das coisas que estamos construindo é a aquisição do primeiro satélite GOLDS do IFRN junto ao Inpe, para servir às estações Samanaú.PCD e operado através da Estação Multimissão de Natal", comentou Moisés Souto. Na tarde, também foram discutidas as possibilidades de capacitações de servidores do IFRN, no âmbito stricto sensu, e colaborações, nas quais o Instituto Federal possa contribuir com o Sistema Integrado de Dados Ambientais (Sinda). Em seguida, o grupo visitou a Estação Multimissão de Natal (EMMN).

Próximo encontro

Na próxima quinta-feira, 5 de maio, será realizada uma nova reunião, desta vez na Reitoria do IFRN. Na ocasião, serão apresentadas ao diretor do Inpe, Clezio Marcos de Nardin, as demandas de cooperações em andamento e futuras entre os dois institutos, além das possibilidades de capacitação e de desenvolvimento conjunto de tecnologias espaciais. “Será uma reunião voltada para discutir ideias de como estreitar ainda mais esses laços, essas relações e essas parcerias”, comentou Moisés Souto.

IFRN e INPE

Com sede em Natal, a Coordenação Espacial do Nordeste (Coene/Inpe), fundada na década de 1970, é uma unidade regional do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, sendo este vinculado ao Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e dedicado à pesquisa no âmbito da exploração espacial.

Trabalhando conjuntamente com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais desde 2013 em projetos relacionados à temática espacial, o IFRN, em 2018, firmou com o Inpe parceria, com o objetivo de desenvolver a Estação Multimissão de Natal. Após receber o Termo de Execução Descentralizada (TED) do Inpe, foi criado um conjunto de 14 softwares da EMMN, cujo objetivo é prover serviços de recepção de telemetria (medição remota e envio e recebimento de informações entre sistemas) e envio de telecomandos para diversos satélites.

Ações do documento

Página em carregamento