Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN realiza VII Fórum de Planejamento de Propostas de Cursos Novos
pós-graduação

IFRN realiza VII Fórum de Planejamento de Propostas de Cursos Novos

10/02/2022 - Eventos têm sido realizados desde o primeiro semestre de 2021

IFRN realiza VII Fórum de Planejamento de Propostas de Cursos Novos

Campi Parnamirim e Natal-Cidade Alta propuseram novos cursos

Com o objetivo de abordar a dimensão didático-pedagógica na pós-graduação stricto sensu, foi realizado, no Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), o VII Fórum de Planejamento de Propostas de Cursos Novos. O encontro, online, aconteceu na tarde do dia 08 de fevereiro e reuniu a Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação, através da Coordenação de Pós-Graduação (COPPG/Propi), e as equipes propositoras de novos cursos, com servidores representantes de diversos campi.

Na abertura do Fórum, a reitora em exercício, professora Antônia Silva, enfatizou: “A implementação de novas ofertas de pós-graduação stricto sensu do IFRN têm sido planejadas com muito cuidado e diálogo com os campi, considerando tanto o nosso Plano de Desenvolvimento Institucional [PDI] quanto a realidade dos campi e da instituição como um todo”. Aberto às comissões dos campi e a outros servidores interessados na temática, o Fórum foi conduzido pela palestrante Amélia Cristina Reis e Silva, diretora Pedagógica na Pró-Reitoria de Ensino (Proen) do IFRN. Em sua fala, a servidora enfatizou: "As ofertas de novos cursos, além de estarem alinhadas ao Plano de Desenvolvimento Institucional, devem estar bem fundamentadas no Projeto Político-Pedagógico do IFRN e, a exemplo dos demais cursos, seguir os normativos vigentes internos, principalmente a Organização Didática".

Acompanhamento dos Cursos Novos em 2022

Até o fim do mês de abril, a Coppg/Propi acompanhará propostas de dois campi: Parnamirim e Natal-Cidade Alta. Até lá, os documentos serão analisados por pareceristas internos e externos, além de tramitarem nos conselhos superiores. “Após a análise e aprovação dos conselhos superiores, o coordenador da proposta realiza a submissão na Plataforma Sucupira, e só em seguida o pró-reitor de Pesquisa e Inovação pode fazer a homologação”, explica a professora Francinaide Nascimento. A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) só deve divulgar os resultados de análises depois do mês de julho, após reuniões do Comitê Técnico Científico.

Depois da submissão das propostas em preparação, será dada a continuidade ao acompanhamento sistêmico dos novos cursos ainda previstos no Plano de Desenvolvimento Institucional 2019-2026. “Junto ao Colégio de Dirigentes e ao Comitê de Pesquisa e Inovação, planejaremos a continuidade do suporte que as Pró-reitorias de Ensino, de Pesquisa e Inovação e de Planejamento e Desenvolvimento Institucional têm dado aos campi propositores, desde o início de 2021”, ressaltou o professor Avelino Lima Neto, pró-reitor de Pesquisa e Inovação.

Ações do documento

Página em carregamento