Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN realiza aula inaugural de curso para mulheres egressas do sistema prisional
Projeto Alvorada

IFRN realiza aula inaugural de curso para mulheres egressas do sistema prisional

14/03/2022 - Ofertados pelo Campus Natal-Zona Leste, os cursos são de Formação Inicial e Continuada

IFRN realiza aula inaugural de curso para mulheres egressas do sistema prisional

Mesa de abertura do Projeto Alvorada.

O Campus Avançado Natal-Zona Leste do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) realizou, na última quinta-feira (10), a aula inaugural do Projeto Alvorada. O evento aconteceu no auditório do Museu de Minérios, localizado no Campus Natal-Central do IFRN.

A ação contou com a presença do reitor do Instituto, professor José Arnóbio; da juíza da Vara de Execução Penal da Comarca de Mossoró, Cíntia Cibele Diniz de Medeiros; da coordenadora da Universidade Aberta do Brasil e coordenadora pedagógica do Projeto Alvorada, professora Edneide da Conceição Bezerra; a estudante Rosiane Cristina Pereira Jacinto, representando as alunas do Projeto Alvorada, também presentes ao evento. 

Participaram, ainda, o policial penal Zemilton Pinheiro da Silva, diretor-geral da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (Seap); a coordenadora regional Rio Grande do Norte/Paraíba do Programa “Fazendo Justiça” do Conselho Nacional de Justiça, Daniela Bezerra Rodrigues; além de professores e tutores dos cursos e gestores da Instituição.

A iniciativa promove cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) para 20 mulheres egressas do sistema prisional. As estudantes terão formação em Auxiliar em Administração, Informática Básica e Empreendedorismo e Inovação. As aulas são presenciais, com o objetivo de promover a reintegração social e educacional. 

O lançamento foi aberto com a apresentação musical do grupo “Arte em Cantoria”, do projeto de Extensão “Concerto Didático”, do Campus Jucurutu do IFRN, com a música “Enquanto Houver Sol”, dos Titãs, e a leitura de um poema retirado do livro “Gangrena: o sistema prisional em poema”, do autor Samuel Lourenço Filho, feita por Cândida de Souza . A juíza da Vara de Execução Penal da Comarca de Mossoró, Cíntia Cibele Diniz de Medeiros, destacou que "só a educação dá a oportunidade de fazer a nossa própria leitura do mundo. Esse momento é de muita esperança. Parabéns ao IFRN, que é uma instituição pioneira". 

O reitor do Instituto declarou que as pessoas que mais precisam do estado brasileiro são as mais abandonadas. "Que todos possam ter a capacidade e o direito de sonhar. Porque a educação emancipa", enfatizou José Arnóbio. A estudante Rosiane Cristina Pereira Jacinto também falou sobre a importância da educação: "depois que vi esta instituição federal de ensino abrindo as portas para a gente, me deparei com o poder que a educação tem de transformação das nossas vidas. Educação liberta. A palavra para esta tarde é gratidão em acreditar que a gente vai fazer diferente".

Após as falas de abertura, foi realizada uma visita ao prédio do Campus Avançado Natal-Zona Leste, para as estudantes conhecerem a estrutura física do local em que vão estudar, receber as informações sobre cada curso e o material escolar e fardamento. 

O Projeto Alvorada 

A coordenadora Edneide Bezerra explica que o "Projeto Alvorada: inclusão social e produtiva de pessoas egressas do sistema prisional” articula uma rede de instituições com trajetórias nas áreas da educação, trabalho, justiça e políticas penais, integrando esforços para promover oportunidades de inclusão social e  inserção profissional de pessoas egressas do sistema prisional, na região metropolitana de Natal, via formação inicial.

Dessa forma, o Campus Avançado Natal-Zona Leste do IFRN oferece cursos de Formação Inicial e Continuada com o objetivo de promover a reintegração social e educacional, tendo em vista a dificuldade do retorno ao convívio social e dos desafios que são intensificados a começar pela falta de acessos a direitos básicos.

Ações do documento

Página em carregamento