Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN passa a integrar Sistema de Administração de Serviços do Tesouro Nacional
Proad

IFRN passa a integrar Sistema de Administração de Serviços do Tesouro Nacional

27/11/2020 - Ferramenta possibilita a gestão completa e efetiva de materiais, bens patrimoniais e serviços de transporte

IFRN passa a integrar Sistema de Administração de Serviços do Tesouro Nacional

Servidores do IFRN participam da 6ª Oficina de Implantação do Sistema

“O Siads representa uma solução para o gerenciamento de informações patrimoniais e gestão de materiais. A estrutura multicampi traz inúmeros desafios administrativos, entre eles a padronização na execução de procedimentos que alinhem os objetivos estratégicos da instituição à gestão patrimonial, integrando a Reitoria e os campi”.

O texto acima é parte da fala de Raquel Costa, pró-reitora de Administração do IFRN. Raquel explica a importância do Sistema Integrado de Administração de Serviços (Siads) para órgãos como o Instituto Federal do RN. Com servidores sendo treinados para uso do sistema, o Siads, após dois anos de criação, chega ao IFRN.

Linha do tempo

  • Portaria nº 385, de 28 de novembro de 2018 - Institui o Sistema Integrado de Gestão Patrimonial - Siads, no âmbito da Administração Pública federal direta, autárquica e fundacional e empresas públicas dependentes do Poder Executivo Federal;
  • Ofício nº 398/2020 - RE/IFRN, de 23 de outubro de 2020, solicita adesão ao Sistema Integrado de Gestão Patrimonial – SIADS;
  • Ofício nº 142/2020 - Proad/RE/IFRN, de 28 de outubro de 2020, solicitando a constituição de Comissão para implementação do Sistema Integrado de Gestão Patrimonial – Siads no âmbito do IFRN;
  • Portaria nº 1548/2020 - RE/IFRN, de 29 de outubro de 2020, designa os servidores responsáveis pela implementação do Siads;
  • O Ofício SEI nº 273862/2020, emitido pelo Ministério da Economia, confirmou a adesão do IFRN ao Sistema Integrado de Administração de Serviços. 
  • Convite à participação na 6ª Oficina de Implantação do Sistema, capacitação em curso e que segue até 15/12/2020.

Sobre o sistema

O Siads é uma solução desenvolvida pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro) para o Ministério da Fazenda, sob gestão da Secretaria do Tesouro Nacional, o qual possibilita a gestão completa e efetiva de materiais, bens patrimoniais e serviços de transporte. A ferramenta permite integração com o Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) e com o Sistema Integrado de Administração de Serviços Gerais (Siasg). O primeiro é responsável pelo gerenciamento contábil, com a realização da execução orçamentária, financeira e patrimonial, e o segundo, é o ambiente onde são realizadas as operações de compra dos órgãos da Administração Pública.

“Outro aspecto positivo é que o sistema permite o controle permanente de depreciação dos bens, viabiliza a realização de inventário eletrônico em plataforma mobile e amplia a automação do registro contábil. Além disso, possibilita que o ato e fato das ações administrativas sejam registrados no Siafi, em tempo real por meio do Siads.”, complementou Raquel. Segundo a pró-reitora esse sistema preenche uma lacuna que impedia os órgãos de avançarem na geração de informações contábeis e de custos, necessárias para uma melhor tomada de decisão no que tange à gestão dos estoques e dos bens móveis.

Um tutorial do Siads no portal do sistema lista uma série de benefícios para a gestão pública:

  • Maior redução de custos;
  • Melhoria na transparência;
  • Padronização de processos, procedimentos contábeis e mecanismos de controle;
  • Facilidade de obtenção de dados pelos órgãos de controle;
  • Melhoria no processo de localização de bens pelo cruzamento de dados;
  • Melhoria no processo de gestão de almoxarifado e patrimônio;
  • Controle de itens patrimoniais (entrada, localização, responsáveis etc.).

Para o IFRN

“Estamos ainda na fase inicial desse processo, conhecendo a ferramenta, definindo cadastradores e levantado informações para migração dos dados do SUAP. É uma ação complexa, visto que temos, teoricamente, quase 300 mil bens móveis cadastrados no SUAP”, disse ainda Raquel Costa.

Uma comissão foi constituída com o objetivo de estudar as melhores práticas de implementação para sanear a base de dados dos itens do IFRN, como forma de enxugá-los ao máximo e padronizá-los, evitando itens duplicados, por exemplo. O intuito, na sequência, é identificar a metodologia mais adequada e replicá-la nos campi, possibilitando a migração dos dados do SUAP para o Siads, o que culminará na utilização plena do sistema.

Ações do documento

Página em carregamento