Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN participa de simpósio nacional sobre perspectivas para pós-graduação
interinstitucional

IFRN participa de simpósio nacional sobre perspectivas para pós-graduação

26/04/2021 - O evento se organizou a partir de três mesas temáticas sobre mudanças na pós-graduação

IFRN participa de simpósio nacional sobre perspectivas para pós-graduação

O evento foi promovido pelo Fórum Nacional de Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação

O pró-reitor de Pesquisa e Inovação do IFRN, professor Avelino de Lima Neto, representou o IFRN no Simpósio Nacional sobre Perspectivas para a Pós-Graduação, realizado na quinta-feira, 22 de abril. Promovido pelo Fórum Nacional de pró-reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (Foprop) e pela Cátedra 'Paschoal Senise', da Universidade de São Paulo, o evento contou com representações de Instituições de Ensino Superior (IES) federais, estaduais, municipais, comunitárias e privadas, com vistas a avaliar o cenário atual da pós-graduação stricto sensu no Brasil.

O evento se organizou a partir de três mesas temáticas sobre mudanças na pós-graduação, modificações nas políticas das agências de fomento e no modelo avaliativo em uso. Após cada mesa, os participantes respondiam formulários sobre o assunto discutido. Segundo Avelino, “as exposições tornam perceptível um intenso movimento de repensar a atual estrutura da pós-graduação, ainda muito devedora do parecer nº 977, aprovado no ano de 1965. Os pró-reitores demonstram uma preocupação que vai das fontes e modos de fomento e parcerias entre países do Sul à natureza e tempo de duração dos mestrados e doutorados”.

Política de Pós-Graduação

Ainda na quinta, pela manhã, a coordenadora de Pós-Graduação da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (COPPG/Propi), Francinaide Nascimento, reuniu pela primeira vez a comissão formada pelas coordenações dos programas stricto sensu, representantes da Pró-Reitoria de Ensino (Proen), da Assessoria de Extensão e Relações Internacionais (Aseri/Proex), do Comitê de Pesquisa e Inovação (Copi) e servidores docentes credenciados a Programas de Pós-Graduação externos ao IFRN. O objetivo foi organizar a metodologia do trabalho de construção da Política Institucional de Pós-Graduação. “Através de reuniões quinzenais, construiremos o documento com base na realidade institucional, tentando conectar o IFRN às políticas nacionais e internacionais de formação e pesquisa nos níveis de mestrado e doutorado”, disse Francinaide Nascimento. A previsão de duração dos trabalhos é de três meses.

Ações do documento

Página em carregamento