Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN mantém conceito 4 no Índice Geral de Cursos
Nível de excelência

IFRN mantém conceito 4 no Índice Geral de Cursos

26/04/2021 - No Nordeste, além da Instituição, apenas IFBA recebeu a pontuação

IFRN mantém conceito 4 no Índice Geral de Cursos

Para o resultado, divulgado no dia 23, foi considerado o CPC do triênio 2017-2019

O Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgaram, na última sexta-feira (23), o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC) referente ao ano de 2019. Nesta edição, os cursos do Instituto Federal do Rio Grande do Norte obtiveram nota 4, numa escala de um a cinco. O indicador avalia a qualidade das instituições de ensino superior. Dessa forma, os dados divulgados hoje mantêm o IFRN com a classificação de “nível de excelência”.

Para o pró-reitor de Ensino, professor Dante Henrique Moura, o resultado do IGC “confirma a qualidade do processo formativo do IFRN. O Instituto recebeu a nota geral 4, e estamos caminhando firmemente em direção a uma avaliação de IGC 5. Tivemos algumas dificuldades em alguns cursos localizados, mas, em razão disso, estamos investindo em um maior apoio a esses cursos. Considerando que a Instituição não tem uma atuação de longa data no ensino superior, isso valoriza ainda mais os resultados obtidos, porque demonstra que, em um espaço de tempo não tão elevado, o IFRN se manteve na pontuação 4”.

 “O Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, o Sinaes, que tem como composição as avaliações de cursos superiores pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e avaliações in loco (presenciais), além da avaliação institucional, nesse conjunto de processos avaliativos, demonstra com esse resultado do IGC 4, o empenho de cada servidor de nossa Instituição, que sempre contribuiu enormemente para que a proposição formativa em cada projeto pedagógico de curso (PPC) se efetive e fique demonstrada nos dados que são expostos para conhecimento de toda a sociedade. Assim, o trabalho dos profissionais da educação (técnicos administrativos, equipe técnico pedagógica, docentes e coordenadores de cursos) que atuam de forma indireta e direta, registrando aqui a importante atuação dos docentes através dos Núcleos Docentes Estruturante e Núcleos Centrais Estruturantes, guardiões do compromisso institucional de formar o profissional em sua completude, com sua formação integral e cidadã, está exaltado e merecidamente reconhecido de forma pública, o que historicamente sempre foi motivo de destaque e orgulho para a sociedade norte-rio-grandense”, disse Tarcimária Gomes, diretora de Avaliação e Regulação do Ensino do IFRN.

Entenda os cálculos

Para obter os resultados, foi considerado o Conceito Preliminar de Curso (CPC) do triênio 2017-2019, responsáveis por indicar a qualidade dos cursos de graduação das instituições. Sua divulgação ocorre no ano seguinte à realização do Enade. Além do CPC, também fazem do cálculo a média de avaliação dos programas de Mestrado e Doutorado, atribuídos pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) na última avaliação e a distribuição dos estudantes entre os diferentes níveis de ensino superior (graduação ou pós-graduação stricto sensu).

Reinvenções e avanços

O reitor do IFRN, professor José Arnóbio, comemorou o conceito IGC 4 do Instituto: “Ao longo desses 111 anos de história, o hoje IFRN tem se reinventado. E, nas últimas décadas, nós tivemos o desafio de, além de oferecer o ensino, oferecer também os cursos superiores de Tecnologia e, mais recentemente, as Engenharias. Então, para uma Instituição relativamente jovem, atingir o IGC 4, em uma escala que vai até cinco, é prova de que a rede, além de ser um espaço que propicia aos meninos e às meninas um ensino médio de qualidade, proporciona uma verticalização do ensino. Isso prova à sociedade o quanto esta Instituição é rica e o quanto precisamos lutar por mais investimentos para que essa qualidade permaneça. Então, a nota 4 obtida em 2019 pela nossa Instituição nos deixa extremamente felizes, mas a gente vai parar por aí, não. A nossa meta é chegarmos no IGC 5 nos próximos anos, porque esta Instituição de ensino, relativamente jovem no ensino superior, já tem demonstrado à sociedade potiguar, e ao país como um todo, que ela pode ir mais longe. Então, quero parabenizar aos professores, coordenadores de curso e os alunos, os demais profissionais da educação, diretores gerais e diretores acadêmicos, porque esse reconhecimento é da nossa Instituição, é o reconhecimento de um trabalho coletivo que ao longo dos anos tem gerado frutos e tem feito com que milhares de potiguares e pessoas de outros estados do Brasil possam ter os seus sonhos realizados. Então, parabéns à toda comunidade do IFRN por mais essa notícia maravilhosa que é o IGC 4”, concluiu.

Ações do documento

Página em carregamento