Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN fortalece internacionalização de pesquisas
INTERNACIONALIZAÇÃO

IFRN fortalece internacionalização de pesquisas

01/02/2022 - A História da Educação Feminina é um dos temas de Pós-doutorado que são desenvolvidos na Universidade de Lisboa com fomento da Coordenação de Desenvolvimento de Pessoal

IFRN fortalece internacionalização de pesquisas

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) iniciou uma nova etapa no fortalecimento da qualificação dos servidores, bem como da internacionalização e da pesquisa, por meio dos Editais 17 e 19/2021 - CODEPE/DIGPE/RE/IFRN. Essas chamadas financiam a mobilidade internacional entre 30 e 45 dias e as passagens aéreas de sete pesquisadores, que já realizaram ou deverão realizar parte da qualificação, em nível de pós-doutorado, em instituições estrangeiras conveniadas ao IFRN.   

A ação é protagonizada pela Coordenação de Desenvolvimento de Pessoal da Diretoria de Gestão de Pessoas (Codepe/DIGPE), em articulação com a Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propi/IFRN) e a Assessoria de Extensão e Relações Internacionais (Aseri/IFRN). O assessor de Relações Internacionais, professor Samuel Lima, declara: “com essa ação, temos a possibilidade de contribuir para a consecução de quatro projetos estratégicos do Plano de Desenvolvimento Institucional, concernentes tanto à qualificação de servidores quanto à internacionalização e à pesquisa”, explicou.

Investigação aborda a educação das mulheres no Brasil e em Portugal

O projeto História Comparada da Educação Profissional Feminina no Brasil e em Portugal é desenvolvido pela prof.ª Francinaide Nascimento, professora do Campus João Câmara, docente do Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional (PPGEP/Campus Natal-Central) e pesquisadora no Observatório da Diversidade (IFRN/CNPq). 

A servidora realizou sua mobilidade internacional no Instituto de Educação da Universidade de Lisboa (IE/UL), sob a supervisão do professor Joaquim Pintassilgo, entre novembro de 2021 e janeiro de 2022. Nesse período, pôde consultar fontes digitais e impressas, microfilmes, participar de aulas e reuniões de grupos de pesquisa.

Ao comentar sobre a importância do apoio institucional para a realização dessa qualificação, a professora afirmou: “O fomento recebido e a articulação com a universidade portuguesa possibilitou-me o contato com diversos documentos não disponíveis no país. Outro aspecto de relevância diz respeito à organização das instituições de guarda em Portugal e na França”. A temática da formação de redes internacionais de investigação, central na avaliação da pós-graduação brasileira, também foi trazida à tona pela pesquisadora: “A inserção no quotidiano de outros grupos de pesquisa e de outra cultura acadêmica traz inúmeras possibilidades de articulação com as pesquisas desenvolvidas no PPGEP e no Campus João Câmara”. A investigação, que dialoga diretamente com pesquisas de Iniciação científica, mestrado e doutorado orientadas pela docente, deverá continuar até 31 de agosto de 2022. “A próxima etapa é analisar os dados e divulgar a produção decorrente", disse Francinaide Nascimento.

Sobre a ASERI

A Assessoria de Extensão e Relações Internacionais do IFRN atua como agente de articulação e assessoramento à Pró-reitoria de Extensão (Proex/IFRN) com vistas à elaboração de acordos internacionais de cooperação técnica, científica e cultural.

Vídeo de apresentação sobre a pesquisa 

 

 

Ações do documento

Página em carregamento