Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN assina termo de cooperação para criação de Parque Tecnológico
Campus Mossoró

IFRN assina termo de cooperação para criação de Parque Tecnológico

21/05/2019 - Encontro aconteceu no Palácio da Resistência, sede do Governo Municipal

IFRN assina termo de cooperação para criação de Parque Tecnológico

Reitor Wyllys Farkatt reconhece a importância ecológica, econômica e social do Parque Tecnológico de Mossoró. / Foto: Greyce Veneranda

Na manhã da última sexta-feira (17), o IFRN assinou o protocolo de intenções para a criação do Parque Tecnológico de Mossoró. O projeto, que busca gerar conhecimento, emprego e renda para a cidade, conta com a parceria entre a prefeitura mossoroense e as universidades públicas do município: Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa) e Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), além do Sebrae, por meio da FIERN, e o Senac, através da Fecomércio.

O Parque Tecnológico é uma proposta que nasceu a partir da articulação entre Frank Felizardo, Chefe do Departamento de Inovação e Empreendedorismo da Uern, e o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico, Lahyre Neto. Para Felizardo, a ideia é que o polo tecnológico contribua para novos conhecimentos, processos, serviços, produtos e uma boa renda para Mossoró. “Este projeto é um ‘sim’ para o desenvolvimento e crescimento da cidade”.

O Reitor do IFRN, Wyllys Farkatt reconhece a importância e firma a parceria com a iniciativa. “Este parque vai fazer com que Mossoró e região tenham um novo patamar de desenvolvimento ecológico, econômico e social, gerando qualidade de vida e renda para a população. O IFRN Mossoró completa 25 anos este ano, e nós não poderíamos deixar de estar presentes, para contribuirmos com a pesquisa e a incubadora tecnológica”.

Também esculpindo o projeto, a prefeita Rosalba Ciarlini destaca o grande potencial presente na cidade. “Utilizando toda esta estrutura educacional universitária que nós temos, queremos ser condutores para impulsionar o centro tecnológico de Mossoró e atrair novos parceiros e incentivos. É procurar o desenvolvimento da nossa terra, tendo como farol a inovação e a tecnologia”.

Lahyre Rosado informou que a próxima etapa consistirá em elaborar um grupo de trabalho estruturado e detalhado, para que seja estudado o melhor funcionamento e a composição do parque, a fim de que, brevemente, seja apresentado às instituições e comece a operar.

Por Greyce Veneranda

Ações do documento

Página em carregamento