Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN aprova curso de doutorado na área de ensino
Pós-Graduação

IFRN aprova curso de doutorado na área de ensino

23/05/2022 - Oferta, multicampi, terá entrada já em 2023

IFRN aprova curso de doutorado na área de ensino

Novo curso se deu por meio da associação à Rede Nordeste de Ensino (Renoen)

Na quarta-feira, 19 de maio, o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) aprovou o curso de doutorado em Ensino. A oferta estava prevista no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2019-2026 pelo Campus Mossoró enquanto verticalização do mestrado em funcionamento no Programa de Pós-Graduação em Ensino (Posensino).

O novo curso se deu por meio da associação à Rede Nordeste de Ensino (Renoen) e se caracteriza por ser uma oferta multicampi no IFRN, contemplando os campi Apodi, Ipanguaçu, Pau dos Ferros e Mossoró, com sede nesta última unidade. O professor José Arnóbio de Araújo Filho, reitor do IFRN, salientou que se trata de um avanço importante para a instituição: “O IFRN interioriza um doutorado na modalidade multicampi. Isso significa que o acesso à pós-graduação stricto sensu nesse nível será viabilizado a populações que, normalmente, teriam que se deslocar para os grandes centros urbanos”.

Submissão da proposta

Para a autorização do novo curso, foram reunidos os principais documentos requeridos: regimento interno, corpo docente qualificado por produções acadêmico-científicas e orientações de mestrado, a infraestrutura adequada no campus sede do polo acadêmico, os quais são necessários à autorização para funcionamento de um curso stricto sensu pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Além disso, fez parte do trâmite a aprovação do regimento interno na Câmara de Educação Superior de Pós-Graduação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Consepex) e no Conselho Superior (Consup), bem como a anuência do reitor do IFRN. Depois de aprovada a solicitação de adesão à Rede pelo colegiado da Renoen, o processo segue para a Capes.

O professor Albino Nunes, coordenador da comissão elaboradora da proposta, destacou o empenho dos servidores: "Contou-se com o amplo apoio das Direções-Gerais dos campi envolvidos na proposta para a anuência da participação dos docentes e o aceite pelos próprios professores aptos e interessados na atuação no curso". Já o professor Hélio Pinheiro, diretor geral do Campus Mossoró, ressaltou o simbolismo para a região e para o campus: “Trata-se do primeiro doutorado no Campus, uma meta alcançada dois anos antes do seu planejamento em nosso PDI”. O diretor ainda enfatizou que essa oferta concretiza a possibilidade de verticalização para os estudantes de pós-graduação do Campus Mossoró, que já contava com uma especialização e dois mestrados na área de Educação.

Linhas de pesquisa

Linha de pesquisa 1: Ensino, Currículo e Cultura: A linha articula análises e estudos relativos às políticas e práticas curriculares, ao trabalho pedagógico e à formação de professores, assim como as implicações da diversidade e do contexto histórico-social, cultural e ambiental na sociedade contemporânea e no processo educativo das ciências, humanidades e artes. Esta linha de pesquisa permite desvelar questões como as dimensões da experiência escolar (sua estrutura, seletividade e os parâmetros de agrupamento escolar, os tempos escolares, as relações de gênero, étnico raciais, inclusivas, ambientais, a organização do conhecimento escolar (manuais escolares, organização formal dos conteúdos); a caracterização escolar da aprendizagem (os rituais e usos, a avaliação, os processos disciplinares).

Docentes: Fábio Alexandre Araujo dos Santos, Campus Natal-Central; Francisco das Chagas Silva Souza e Samuel de Carvalho Lima, Campus Mossoró; Marcio Adriano de Azevedo - Campus Caicó; Sandra Maria Campos Alves e Veronica Maria de Araújo Pontes, Campus Ipanguaçu.

Linha de pesquisa 2: Práticas Pedagógicas no Ensino de Ciências e Matemática: Investigações sobre práticas e estratégias didático-pedagógicas no âmbito de espaços educativos diversos (formais e não formais), a partir de bases epistemológicas consistentes que venham a impactar a apropriação de conhecimentos cognitivos e metacognitivos de ciências e matemática por um público diverso. Nesta linha priorizam-se pesquisas relacionadas à descrição e análise da prática docente, envolvendo o ensino e a aprendizagem de ciências e matemática, assim como a formação docente.

Docentes: Albino Oliveira Nunes, Marcelo Nunes Coelho e Marcos Antônio de Oliveira, Campus Mossoró; Ayla Marcia Cordeiro Bezerra, Campus Pau dos Ferros; Diogo Pereira Bezerra, Campus Ipanguaçu; Leonardo Alcântara Alves e Luciana Medeiros Bertini, Campus Apodi.

Pós-graduação stricto sensu

Desde abril de 2021, o IFRN investiu em formações e assessorias aos campi e suas respectivas comissões, designadas para a elaboração de propostas de cursos novos (APCNs). Nesse sentido, ocorreram oito edições dos Fóruns de Planejamento de Cursos Novos. "Tendo por guia o PDI, os fóruns criaram um ambiente de trabalho coletivo entre os campi e a reitoria, o que tornou as propostas mais robustas”, afirmou o professor Avelino Lima Neto, pró-reitor de Pesquisa e Inovação. Sobre esse contexto, afirmou a professora Francinaide Nascimento: “A oferta dá potência e visibilidade ao IFRN e, ao mesmo tempo, ocorre por um caminho mais célere e consonante com a pesquisa em nível nacional e internacional, pois atualmente se exige cada vez mais a investigação em rede", destacou a coordenadora de Pós-Graduação da Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propi).

Com essa adesão, o IFRN passa a contar com dois cursos de doutorado acadêmico. O primeiro aprovado pela Capes é ofertado desde 2019 pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Profissional (PPGEP), do Campus Natal-Central. Prevê-se que a primeira seleção de doutorandos para o Polo IFRN da Renoen ocorra para ingresso no ano letivo 2023.

Ações do documento

Página em carregamento