Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Gestores da Ufersa e do IFRN se reúnem em Mossoró
Institucional

Gestores da Ufersa e do IFRN se reúnem em Mossoró

15/10/2020 - Dois encontros marcaram a visita ao Oeste Potiguar

Gestores da Ufersa e do IFRN se reúnem em Mossoró

IFRN e Ufersa trataram de convênios e parcerias

O reitor pro tempore do IFRN, professor Josué Moreira, esteve em Mossoró na última quarta, cumprindo agenda junto à reitora da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa), professora Ludimilla Oliveira. O encontro se deu em duas etapas: pela manhã, visita à Penitenciária Federal de Mossoró (PFMos) – órgão em que as duas instituições têm projeto em comum – e à tarde, uma reunião de gabinete, onde os temas foram Gestão de Pessoas, Ensino, Pesquisa e Extensão.

“Ali se desenvolve um trabalho bastante produtivo. A visita às instalações da penitenciária federal foi muito proveitosa, pois nos permitiu compreender as dificuldades e a importância de levar educação para pessoas em privação de liberdade”, disse Josué Moreira sobre a primeira etapa da viagem. Segundo o reitor pro tempore, há comprometimento – tanto da Ufersa quanto do IFRN – em dar continuidade ao projeto de educação de apenados: “Nosso primeiro tema de pauta foi a continuação do projeto junto à penitenciária federal, sejam nossos cursos técnicos ou cursos superiores da Ufersa como para os apenados”, explicou.

Parcerias e ampliação de cursos

Segundo Ludimilla Oliveira, o fortalecimento na capacitação de pessoas e a ampliação de cursos já é uma realidade estabelecida entre o IFRN e a Ufersa: “Somos uma universidade rural e o IFRN, um instituto que trabalha com desenvolvimento e tecnologia. A junção desses conhecimentos pode ser um grande diferencial para o semiárido, com a participação e a cooperação das nossas fundações”, disse a reitora, que ainda falou sobre educação a distância e parcerias na área da inovação voltada para o agronegócio.  

Ao citar a ‘participação e a cooperação das nossas fundações’, a reitora fez menção ao projeto de aproximação entre a Fundação Guimarães Duque, da Ufersa, e a Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do Rio Grande do Norte (Funcern), do IFRN. “Discutimos a junção de projetos em comum para contribuir com o desenvolvimento social e econômico a partir do Ensino, da Pesquisa e da Extensão com projetos maiores”, esclareceu Josué Moreira.

O reitor pro tempore do IFRN ainda acrescentou: “Vamos seguir com essa aproximação, para que a gente possa atingir objetivos tanto relacionados aos cursos técnicos quanto aos cursos superiores. A troca entre as instituições é valorosa e só tende a crescer”. Segundo ele, na conversa foi pontuada a preocupação do Instituto com estudantes concluintes que, saindo agora do IFRN, possam encontrar dificuldades no ingresso em cursos de graduação garças ao atraso de calendário causado pela pandemia.

Capacitação

“Nossa visita à Ufersa se deu para tratar de parcerias que devem ser desenvolvidas. Uma delas toca na capacitação de servidores, utilizando-se de convênios com as fundações de apoio das duas instituições, como veículos que proporcionem a capacitação em nível stricto senso, direcionadas ao melhor atendimento de nosso público alvo, o corpo discente”, disse Rinaldo Medeiros, diretor de Gestão de Pessoas do IFRN.

Josué ainda destacou o começo das tratativas para que se viabilizem permutas e redistribuições entre a Ufersa e o Instituto, “o que pode melhorar a qualidade de vida de servidores que vivem em cidades onde temos campi, como Natal – no caso do IFRN – e Mossoró”.

Para Tales Maia, diretor de Atividades Estudantis do Instituto, todas essas propostas têm potencial para incluir a participação de estudantes em projetos e parcerias de Pesquisa e Extensão, “visando o aperfeiçoamento pessoal e acadêmico de nossos alunos, seja do técnico, da graduação ou mesmo da pós-graduação”.

Pela Ufersa, além da professora Ludimilla, participaram Kátia Cilene, coordenadora do Núcleo de Educação a Distância, João Felipe, superintendente de Tecnologia da Informação e Comunicação (Sutic) e o professor Lucas Godeiro, presidente da Fundação Guimarães Duque.

 

Com informações da Assessoria de Comunicação (Assecom) da Ufersa

Ações do documento

Tags: ,
Página em carregamento