Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Família, sonhos e Ensino a Distância
Dia do Estudante

Família, sonhos e Ensino a Distância

10/08/2021 - A estudante Gabriela encontrou no EaD a forma de realizar seu sonho de retribuir o cuidado e o carinho de seus pais

Família, sonhos e Ensino a Distância

Estudante fala sobre a aprovação no curso superior de Gestão Ambiental na modalidade EaD.

Por Luciano Vagno

Em celebração ao Dia do Estudante, comemorado nesta quarta-feira, 11 de agosto, o Núcleo de Jornalismo do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (Nujor/IFRN) produziu uma série de reportagens, apresentando perfis de alunas e alunos das variadas modalidades de Ensino ofertadas pela instituição: Integrado, Subsequente, Educação de Jovens e Adultos (ProEJA), Ensino a Distância (EaD), Cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), Graduação, Especialização, Mestrado e Doutorado. A iniciativa tem o objetivo de contar histórias de estudantes vindos de diversos campi do Instituto. A primeira delas vem do Campus Avançado Natal-Zona Leste, que possui excelência na modalidade de Ensino a Distância.

Morar em uma cidade, trabalhar em outra. Essa é a realidade vivida por inúmeras pessoas Brasil afora. Em meio às correrias da vida, uma necessidade grita e se faz ouvir: estudar. Assim é a história de Gabriela, de 28 anos, que encontrou, na modalidade Ensino a Distância (EaD), o tempo e a maneira de continuar sua vida acadêmica.

Gabriela Romana Souza é natural de Caicó, na região Seridó do estado. A jovem, formada em Ciências Contábeis, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), está no quarto período do curso superior de Tecnologia em Gestão Ambiental, pelo Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

Gabi, como é chamada carinhosamente pela família e amigos, é auxiliar de serviços gerais (ASG) em uma escola municipal da cidade de Acari. Em razão da distância entre a casa de seus pais e seu local de trabalho – cerca de 50 quilômetros –, a estudante vive de segunda a sexta em Acari, voltando à Caicó nos finais de semana, onde aproveita para revisar os conteúdos do curso.

A infância simples no sítio da família fez com que Gabriela focasse em seu futuro desde cedo, e a mãe da jovem tem grande parcela nisso. “Minha mãe sempre foi muito realista comigo e com meu irmão. Sempre que pedíamos alguma coisa, ela explicava que não podia dar, e talvez seja por isso que nós conseguimos ser tão focados no futuro, pensando em nossos pais”, contou a jovem, que relembra um ditado popular dito pela mãe: “A única herança que ela podia deixar pra gente e que ninguém podia tomar de nós era os estudos".

Inevitavelmente, as declarações de Gabriela levam a um único lugar: sua família. Filha de agricultores, ela revela ter feito renúncias por eles, no entanto, não se arrepende de nenhuma. “Eles trabalharam muito, a vida inteira”, conta. O pai da estudante é portador de Alzheimer, doença neurodegenerativa que provoca deterioração das funções cognitivas. Essa é a prioridade da jovem, que nunca abandonou seus sonhos: “Eu quero ser uma boa profissional e tenho em mente que tudo depende do meu esforço. Claro que tem dias que a gente desanima, mas, no final, a gente olha pra trás e vê que valeu cada esforço. Meu sonho é ter uma vida tranquila, com meus pais, com tudo que eles merecem”.

Gabriela sempre teve gosto pela área ambiental. Em 2020, veio a aprovação no curso superior de Tecnologia em Gestão Ambiental, na modalidade EaD, pelo Campus Natal-Zona Leste, com polo em Parelhas. A notícia foi recebida com alegria pela estudante, que deixa claro que não estuda por obrigação, mas por vontade de aprender: “Vontade em aprender coisas novas; assuntos que, até então, eu não conhecia e estou tendo a oportunidade de conhecer”.

O Ensino a Distância possibilita à jovem organizar seu tempo, afinal, como diz, sempre surgem imprevistos, porém ela não precisa se preocupar. “A carga fica mais leve, tendo em vista que a ‘pressão’ é menor. Sem falar que não preciso me deslocar até o Campus”, finalizou Gabriela, que ainda realiza uma especialização em Gestão Pública Municipal, pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), também através do EaD.

Ensino a Distância no IFRN

Como explica o diretor-geral do Campus Avançado Natal Zona-Leste, professor Jose Roberto Oliveira dos Santos, na modalidade EaD, o processo de ensino-aprendizagem ocorre por meio do uso da tecnologia da informação e da comunicação, utilizando equipamentos e instrumentos tecnológicos e digitais, com materiais específicos para essa modalidade.

Com a adesão do ensino remoto nas escolas de todo o Brasil em razão do novo coronavírus, professores e alunos tiveram de adaptar-se ao EaD. José Roberto esclarece que o pensamento de que o Ensino a Distância é buscado somente por quem “não possui tempo” é errôneo. O professor explica que é justamente o contrário: “Quem faz o seu horário de estudo é o estudante. Isso requer autonomia do aluno para se organizar enquanto ao tempo para a execução das atividades a serem desenvolvidas”.

A tecnologia tem avançado e encurtado a distância entre o ensino e os estudantes. Ambientes virtuais, plataformas de reuniões e até mesmo as redes sociais têm colaborado para a formação de diversas Gabrielas espalhadas pelo país. Embora a experiência não seja mesma do ensino presencial, hoje, a interação entre professores e alunos é cada vez maior. “Quanto mais interação houver no ambiente virtual de aprendizagem entre estudante e docente, certamente a qualidade do ensino tende a ser melhor”, concluiu o professor José Roberto.

Ações do documento

Página em carregamento