Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Encontro Nordeste de Educação Profissional é realizado no IFRN
Educação de Jovens e Adultos

Encontro Nordeste de Educação Profissional é realizado no IFRN

18/11/2022 - Durante programação, jovens e adultos relataram experiências no programa

Encontro Nordeste de Educação Profissional é realizado no IFRN

Evento aconteceu nos dias 17 e 18 de novembro, no Campus Natal-Central

“Eu era servente de pedreiro, passava na frente do IFRN e pensava, um dia vou entrar ali, na época eu tinha 16 anos, eu fiquei até quase os 25 sem estudar, achava que minha vida tinha acabado, mas de repente tudo mudou, chegou a oportunidade de poder entrar no EJA, de lá para cá a minha vida nunca mais foi a mesma”. O relato é do jovem Andrey Levy, participante do Programa Educação de Jovens e Adultos Integrada à Educação Profissional (EJA-EPT), vindo do Campus Canguaretama. 

Andrey e outras dezenas de pessoas compuseram o público presente no Encontro Regional EJA-EPT Nordeste, realizado nos dias 17 e 18 de novembro, no Campus Natal-Central do IFRN. O evento foi custeado pelo Projeto de Cooperação entre o IFRN e o MEC a partir de chamada pública realizada pelo MEC em 2019 e teve como realizadores o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), O Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IFSERTAOPE),Instituto Federal de Alagoas (IFAL) além de contar com a contribuição da Fundação de Apoio ao IFRN (FUNCERN).

Troca de experiências

A atividade foi fruto de uma parceria entre o IFRN, o Instituto Federal do Sertão Pernambucano e o Instituto Federal de Alagoas.

A realização do evento teve como um dos objetivos a troca de experiências entre estudantes. Tanto que, durante o encontro foi desenvolvido o compartilhamento de relatos acerca das realidades de vida e desafios na formação escolar de discentes presentes. “Essa interação das alunas e alunos é muito boa: primeiro porque a maioria vem de campi do interior e ações como esse encontro tornam-se oportunidade conhecer e se integrar outras unidades da Instituição e outras pessoas dos mesmos cursos que frequentam”, disse a coordenadora do projeto EJA-EPT no RN, a professora Francy Izanny Brito, do Campus Parnamirim do IFRN.

É o caso de Ereck Souza, estudante do Campus Natal Zona-Norte, que falou sobre desafios: “Não vou chegar aqui e dizer que é fácil a busca pelo diploma. Nunca tinha passado por algo assim tão desafiador na minha vida, mas, com esforço, as coisas estão acontecendo, o curso veio em muito boa hora para agregar conhecimento e vivências no meu currículo. Tenho como certo que isso fará diferença para que eu consiga uma oportunidade boa lá na frente”.

Programação

O Ministério da Educação teve participação na programação através da mesa dialogada “Políticas públicas para a EJA Integrada a EPT no Brasil realizada por Raphaella Rosinha Cantarino, Coordenadora do projeto EJA Integrada MEC”, com mediação Leopoldina Amorim (IFSertãoPE).

 Além dos relatos, houve, nos dois dias de evento, apresentação culturais, conferência, palestra e a realização de quatro rodas de conversas, com os temas currículo integrado, acesso, permanência e êxito, mobilização e busca ativa e avaliação de aprendizagem.

Ações do documento

Página em carregamento