Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / CT Eólico passa a integrar Parque Tecnológico Augusto Severo
Colaboração

CT Eólico passa a integrar Parque Tecnológico Augusto Severo

17/11/2021 - Centro de Tecnologia de Energias Eólicas do IFRN irá colaborar para a aproximação de Instituições de Ciência e Tecnologia do RN com empresas do setor de energias renováveis

CT Eólico passa a integrar Parque Tecnológico Augusto Severo

Representantes do IFRN e da UFRN visitaram o CT Eólico na última quinta-feira (11).

Na última quinta-feira, 11 de novembro, representantes do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) e da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) se reuniram no Centro de Tecnologia em Energias Eólicas (CT Eólico) do Campus João Câmara. Além de realizar uma visita aos laboratórios do CT Eólico, o encontro teve o objetivo de apresentar o Parque Científico e Tecnológico Augusto Severo do Rio Grande do Norte (Pax/RN) e refletir de que forma o Centro está inserido em seu processo de funcionamento.

Pelo IFRN, estiveram presentes o reitor da instituição, José Arnóbio; a pró-reitora de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Antônia Francimar Silva; o pró-reitor de Pesquisa e Inovação, Avelino de Lima Neto; o diretor de Inovação Tecnológica, João Teixeira; o diretor-geral do Campus João Câmara, Matheus Tavares; o coordenador do CT Eólico, Leonardo Vale; e, representando o Núcleo de Inovação Tecnológica (Nit), Rafael Passos; além de outros docentes. Pela UFRN, marcaram presença a assessora de Assuntos Especiais da Reitoria, Ângela Paiva; e pesquisadores da universidade.

CT Eólico e seus objetivos

Durante o encontro, o coordenador do Centro de Tecnologia em Energias Eólicas do IFRN, professor Leonardo Vale, realizou uma apresentação sobre o CT Eólico e sua estrutura, com foco em seus laboratórios recém-concluídos. Vale ainda apresentou proposições para a implementação de Especializações de nível superior e técnico.

Os mais recentes trabalhos do CT Eólico estão sendo desenvolvidos com o objetivo de fomentar a possibilidade de capacitações. É o que explica o professor João Teixeira, diretor de Inovação Tecnológica do IFRN: “São capacitações de mão de obra especializada, específicas, direcionadas a empresas das áreas de energia eólica, fotovoltaica e eficiência energética”.

O desenvolvimento de Projetos de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), fruto de parcerias entre o Centro e empresas locais, é outro objetivo do CT Eólico. “Na medida em que o Centro de Tecnologia em Energias Eólicas vai se desenvolvendo, nós vamos construindo parcerias com as empresas do setor produtivo local do Mato Grande e do Rio Grande do Norte como um todo, afim de prospectar parcerias para o desenvolvimento de P&D, de inovação tecnológica que possa contribuir para o desenvolvimento do setor”, ressaltou João Teixeira.

IFRN e Parque Augusto Severo (Pax)

Outro ponto abordado durante o encontro foi a possibilidade de cooperação entre o Centro de Tecnologia em Energias Eólicas do IFRN e o Parque Científico e Tecnológico Augusto Severo. A assessora de Assuntos Especiais da Reitoria da UFRN, professora Ângela Paiva, realizou a apresentação sobre o Parque. Ao longo do encontro, os participantes conversaram sobre a possível colaboração entre as instituições.

Segundo Paiva, o “CT Eólico tem uma estrutura laboratorial e um conjunto de projetos de formação de nível técnico, graduação tecnológica e pós-graduação que podem atender com muita qualidade o setor Eólico e de outra matriz energética”.

Para Leonardo Vale, coordenador do Centro, a parceria pode gerar muitos frutos para ambas as instituições, com destaque para a sociedade em geral. O professor João Teixeira acrescenta que o CT Eólico é um espaço “fundamental para o desenvolvimento do Pax, pois ele trabalha exatamente na perspectiva de aproximar a indústria nas áreas de todas as energias, principalmente as renováveis, para o desenvolvimento de tecnologias juntos às Instituições de Ciência e Tecnologia (ICTs) do RN”.

A professora Ângela Paiva enfatizou que a visita ao Centro de Tecnologia em Energias Eólicas do IFRN foi importante para consolidar a proposta de participação da instituição no Pax, a fim de mobilizar mais empresas de base tecnológica para o Rio Grande do Norte. “No portfólio do Parque, o IFRN figura entre as ICTs com maior potencial tecnológico a ser conhecido e utilizado pelas empresas. Essas parcerias com empresas vão contribuir para o desenvolvimento social e econômico de maneira sustentável”, disse.

O CT Eólico do IFRN passa, então, a colaborar com o Pax. “O CT vem com essa perspectiva de contribuir com o Parque Tecnológico Augusto Severo para a aproximação do IFRN e demais ICTs do estado com empresas do setor de energias renováveis, mais precisamente àquelas relacionadas a energia eólica”, concluiu o professor João Teixeira. Futuramente, serão realizadas novas visitas, como ao Centro de Tecnologia Mineral (CT Mineral), com o objetivo de ampliar o portfólio do Parque Científico e Tecnológico Augusto Severo.

Ações do documento

Tags: , , ,
Página em carregamento