Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Conselho Superior aprova novo curso de especialização para o Campus João Câmara
Consup

Conselho Superior aprova novo curso de especialização para o Campus João Câmara

22/05/2017 - Com caráter interdisciplinar, curso será voltado para o ensino de ciências naturais na educação básica

Conselho Superior aprova novo curso de especialização para o Campus João Câmara

Estiveram presentes 29 conselheiros

Na última sexta-feira (19), os integrantes do Conselho Superior do IFRN (Consup) se reuniram na Sala de Atos da Reitoria para mais uma reunião ordinária. Durante o encontro, os conselheiros aprovaram a oferta de um novo curso pelo Campus João Câmara do Instituto. 

Apresentado pelo professor Alcindo Mariano de Souza, a Especialização em Ensino de Ciências Naturais na Educação Básica propõe uma formação interdisciplinar, com 400 horas totais divididas entre disciplinas básicas, temáticas e o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). A proposta do curso também foi resultado da verticalização da oferta da Licenciatura em Física pelo Campus João Câmara. A ideia é aprimorar a formação dos professores do ensino fundamental que assumem as disciplinas de ciências, principalmente Física, Química e Ciências Biológicas. "O processo de elaboração do projeto de curso foi muito importante para os colaboradores porque percebemos que não estamos preparados para trabalhar de forma interdisciplinar", declarou o professor Alcindo.

Uma pauta de maior discussão foi sobre o documento que propõe normas para alteração de regime de trabalho de servidor integrante do plano de carreira do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) do IFRN. O documento discute os tipos de regimes de trabalho e como eles podem se dar no IFRN. Os conselheiros decidiram prorrogar o tempo de trabalho da comissão responsável para que ela possa apresentar suas propostas já com o parecer jurídico.

COMISSÕES

Durante a reunião, foi formada ainda uma comissão para analisar a solicitação de cooperação mútua entre o IFRN e a sua Fundação de Apoio (Funcern). A proposta se baseia na Lei de Inovação, atualizada em 2016. Uma das vantagens dessa cooperação seria a possibilidade de negociar financeiramente com outras instituições e empresas produtos tecnológicos desenvolvidos no Instituto, como o Suap (software administrativo). Houve a criação de mais duas comissões. Um delas coordenará o processo eleitoral para a escolha dos integrantes do Consup para o biênio 2017-2018 e a outra terá a responsabilidade de propor uma normatização para a tramitação de processos administrativos internos.

Em razão da extensão da pauta, cinco dos temas listados serão discutidos em reunião extraordinária que acontece na tarde da próxima sexta-feira (26). São eles: assistência estudantil, proposta de normatização para professor visitante, Gratificação de Encargos por Cursos e Concursos (GEEC), ampliação de vagas de afastamento para capacitação e relatório da Ouvidoria.

 

Ações do documento

Página em carregamento