Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Conselheiros fazem leitura simbólica da Carta em Defesa do Estado Democrático de Direito
Conif

Conselheiros fazem leitura simbólica da Carta em Defesa do Estado Democrático de Direito

11/08/2022 - Representando o IFRN, esteve presente o reitor, professor José Arnóbio

Conselheiros fazem leitura simbólica da Carta em Defesa do Estado Democrático de Direito

Conselheiros do Conif, em reunião no IFSertãoPE. Foto: Naelton Goes (IFSertãoPE)

O pleno do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) realizou uma leitura simbólica da “Cartas às Brasileiras e aos Brasileiros em Defesa do Estado Democrático de Direito”, nesta quinta-feira (11/8). O ato correu durante a 113ª Reunião Ordinária do Colegiado, e na Reitoria do Instituto Federal do Sertão Pernambucano (IFSertãoPE), em Petrolina (PE). 

Representando o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) esteve presente o reitor, professor José Arnóbio. A carta pela democracia reedita manifesto semelhante produzido em 1977, na ditadura e, até a manhã desta quinta, havia recebido 935.394 adesões. Entre os signatários estão reitores, professores, políticos, entidades sindicais, empresários, artistas e o próprio Conif. A leitura em Petrolina ocorreu em paralelo ao ato central, que ocorreu no Pátio das Arcadas, na área interna da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), na capital de São Paulo.

Manifesto

Os formuladores da iniciativa organizaram a apresentação do texto em dois momentos. Antes da leitura da Carta, em São Paulo, houve a leitura do manifesto “Em Defesa da Democracia e da Justiça”, no salão nobre da faculdade. O documento foi capitaneado pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e teve a adesão de 107 entidades, entre elas o Conif.

Engajamento

O Conif uniu forças com a Justiça Eleitoral no combate à proliferação de notícias falsas que contaminam o processo democrático brasileiro. Em junho, o Conselho aderiu ao Programa Permanente de Enfrentamento à Desinformação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Com a assinatura do termo de cooperação, o Conif e as instituições da Rede Federal se comprometeram a realizar atividades de conscientização sobre a ilegalidade e a nocividade da disseminação de desinformação; e a promover a discussão de temas como paz e tolerância, respeito aos direitos humanos, democracia e importância da Justiça Eleitoral, entre outros. 

Acesse a Carta Completa

Ações do documento

Página em carregamento