Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Colégio de Dirigentes debate execução orçamentária 2020
Gestão

Colégio de Dirigentes debate execução orçamentária 2020

29/12/2020 - Reunião foi considerada histórica pelos membros do Codir

Colégio de Dirigentes debate execução orçamentária 2020

O Colégio de Dirigentes do IFRN (Codir) se reuniu de forma extraordinária na tarde desta segunda-feira (28). Formada pelos diretores-gerais de campus, pró-reitores e diretores sistêmicos, a reunião foi a primeira presidida pelo reitor José Arnóbio de Araújo Filho. A pauta do encontro foi a execução orçamentária 2020.

José Arnóbio abriu a reunião declarando a alegria em debater junto aos diretores-gerais legitimados pela escolha da comunidade acadêmica e nomeados de forma definitiva no dia 21 de dezembro. "Não posso me furtar a agradecer ao empenho de cada um e de cada uma daqueles que estiveram no Codir fazendo com que a Instituição, mesmo no momento daquele que vivenciamos, pudesse ter as suas ações executadas. Com a pandemia da Covid-19 tudo ficou muito mais difícil, mas vocês puderam fazer a transposição dos obstáculos da melhor forma possível e foram essenciais para que a Instituição continuasse caminhando", declarou o reitor.

O diretor-geral do Campus Natal-Zona Norte, professor Edmilson Campos, referiu-se ao encontro como uma reunião histórica. "Para todos nós está sendo um alento chegar ao final desse ano com a sua nomeação, Arnóbio. Há muito trabalho pela frente, ninguém nega isso, mas voltar à normalidade institucional nos dá tranquilidade para seguir a estrada e reconstruir o IFRN", destacou.

EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA

A pauta foi conduzida pelo pró-reitor de Administração, Juscelino Cardoso, e pela pró-reitora de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Antônia Silva. Os gestores explicaram que a prioridade a partir do momento de suas nomeações foi a execução orçamentária 2020. O novo grupo gestor assumiu o trabalho com o desafio de executar de forma responsável os recursos que ainda não haviam sido utilizados. "Registro os parabéns ao trabalho da servidora Raquel Oliveira, que assumiu a pró-reitoria de Administração neste período de gestão pro tempore e conseguiu encaminhar processos essenciais à Instituição e impedir que mais erros fossem cometidos. Ainda assim, diante da situação, assumimos a gestão com cerca de 11 milhões de recurso de custeio (funcionamento da Instituição) e mais de 4 milhões em capital (investimentos) a serem executados", explicou o pró-reitor de Administração.

Foi realizada então uma força tarefa entre a gestão da Reitoria e dos campi para que os recursos sejam utilizados de forma responsável aos objetivos planejados no Plano de Desenvolvimento Institucional. De acordo com as informações de Juscelino, o recurso de capital será 100% executado. A principal ação foi a atualização dos equipamentos de Tecnologia da Informação dos campi, com o acompanhamento da Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação (DIGTI), coordenada pelo professor André Gustavo. 

Quanto aos recursos de custeio, o que ainda estava disponível na Reitoria está sendo repassado aos campi conforme os critérios de distribuição orçamentária aprovados em reuniões anteriores do Codir. Segundo a pró-reitora de Planejamento e Desenvolvimento institucional, a equipe da Reitoria está monitorando e dando suporte aos campi para que os recursos sejam utilizados na íntegra. Cerca de 2 milhões estão sendo destinados à execução das ações de capacitação de servidores anteriormente planejadas, com reforço do programa de Monitoramento de Competência e efetivação de projeto de capacitação junto à Fundação de Apoio ao IFRN (Funcern). Com relação à área de Atividades Estudantis, dirigida pela servidora Valéria Regina, os recursos já vinham sendo alocados em sua maior parte às ações emergenciais de auxílio digital aos estudantes em vulnerabilidade social e também devem ser executados na íntegra.

Os gestores destacaram o cuidado em realizar as ações de 2020 e retomar o planejamento de 2021 de forma responsável, considerando o diálogo entre os campi e os normativos institucionais. "Vamos precisar muito do empenho de toda a comunidade para que a gente continue a encaminhar essa retomada de forma segura, mesmo diante de um cenário não tão promissor do ponto de vista de recursos para a educação em 2021. Mas juntos e juntas retomaremos o patamar de abril de 2020 e avançaremos no cumprimento da função social do IFRN", frisou o reitor José Arnóbio.

Ações do documento

Página em carregamento