Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Campanha Janeiro Branco é encerrada com roda de conversa sobre saúde mental
Gestão de Pessoas

Campanha Janeiro Branco é encerrada com roda de conversa sobre saúde mental

31/01/2017 - Atividade foi promovida na Reitoria, pela Coordenação de Atenção à Saúde do Servidor

Campanha Janeiro Branco é encerrada com roda de conversa sobre saúde mental

Participantes da roda de conversa sobre Janeiro Branco e saúde mental

Motivado pela campanha nacional Janeiro Branco, o Grupo de Trabalho em Psicologia do IFRN desenvolveu durante todo o mês uma série de ações voltadas à promoção à saúde mental. Com palestras e intervenções realizadas nos campi da Instituição, a campanha foi encerrada na tarde de hoje (31), com uma roda de conversa com servidoras da Reitoria. A ação foi promovida pela Coordenação de Atenção à Saúde do Servidor (COASS), da Diretoria de Gestão de Pessoas (DIGPE).

O objetivo foi discutir as situações em que a saúde mental é comprometida, buscando promover o bem-estar integral do indivíduo. Com várias frases que apontam para situações cotidianas, a campanha teve o mote principal "Olhar para dentro, botar para fora: receita caseira de saúde mental". Para a coordenadora do GT, a psicóloga Fabiana Marcelino, do Campus Natal-Cidade Alta, a campanha procura também desmistificar os tabus que envolvem a discussão sobre saúde mental. "As pessoas têm resistência a procurar ajuda quando passam por problemas. Além disso, precisamos lembrar que as questões mentais também envolvem causas orgânicas internas, então não depende só do indivíduo o processo de melhora", explicou. Na conversa, coordenada pela servidora e pela também psicóloga Cynthia Mota, da Coass, foram debatidas situações problemas que podem desequilibrar o bem-estar mental. As participantes apresentaram formas de procurar superar essas situações.

SAÚDE MENTAL

A atenção em saúde mental é oferecida no Sistema Único de Saúde (SUS), através de financiamento tripartite e de ações municipalizadas e organizadas por níveis de complexidade. Um dos maiores desafios para as políticas de saúde mental no Brasil hoje é o tratamento de depressão. De acordo com o site oficial da campanha, até 2020 estima-se que ela se torne a segunda maior causa de afastamentos laborais, perdendo apenas para doenças cardíacas.

No âmbito do IFRN, alunos que estejam enfrentando problemas ou estejam passando por situação de crise, poderão procurar ajuda com os psicólogos lotados nos campi. A Instituição também dispõe do Plantão Psicológico, voltado a servidores efetivos (da ativa ou aposentados), substitutos, temporários, terceirizados e estagiários. Aqueles que desejarem agendar atendimento, poderão entrar em contato por meio do telefone (84) 4005 0795 ou pelo e-mail saudedoservidor@ifrn.edu.br . 

Ações do documento

Página em carregamento