Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Ações do Campus Ipanguaçu na pandemia
150 DIAS

Ações do Campus Ipanguaçu na pandemia

28/08/2020 - Capacitação, distribuição de alimentos e interação com comunidade são destaques

Ações do Campus Ipanguaçu na pandemia

Em Ipanguaçu, o IFRN mantém uma fazenda-escola

No dia 18 de março, uma quarta-feira, um dia após o anúncio da Reitoria sobre a suspensão das atividades presenciais no IFRN, a gestão do Campus Ipanguaçu, dirigida na época pelo professor Francisco de Assis, realizava o que pode vir a ser sua última reunião presencial extraordinária da gestão do ano de 2020. Na pauta, a discussão sobre andamentos das atividades da unidade diante do avanço da pandemia decorrente do novo coronavírus (Covid-19).

Desde então, sob a tutela do plano de medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública nacional, pelo Conselho Superior (Consup) do Instituto, os servidores de todos os campi do IFRN passaram a trabalhar remotamente, o chamado home office. Whatsapp, Teams, Meet: novas e velhas ferramentas têm sido usadas para discutir informações de trabalho, o funcionamento do campus em suas singularidades (em Ipanguaçu, o IFRN mantém uma fazenda-escola) e o atendimento à comunidade acadêmica. Confira agora algumas das atividades em destaque nesses 150 dias: 

Planos de Trabalho

Uma das primeiras medidas tomadas pelo Instituto para organizar e acompanhar o teletrabalho foi a elaboração dos Planos de Trabalho:

  • Para os setores – estabelecendo quais atividades poderiam ser realizadas de forma virtual, as atividades presenciais foram suspensas pelo potencial risco à saúde dos servidores e do público atendido. Contudo, as atividades presenciais essenciais foram levadas em conta, pois a natureza de fazenda-escola não permite que, por exemplo, o trato dos animais seja interrompido.
  • Para servidores – dividindo as atribuições do setor, comissões e grupos de trabalho que esteja participando. 

O serviço tem sido acompanhado pelos coordenadores de setor e diretores do campus através de Relatórios Semanais do Serviço Remoto, de modo a garantir o atendimento às demandas da sociedade e auxiliar os servidores na adaptação à nova modalidade de trabalho.

Fazenda Escola e os terceirizados

Um dos setores essenciais e que necessita de atenção constante de quem trabalha no Campus, a Unidade Agrícola Escola (ou Fazenda Escola) coordena o trato dos animais e a produção vegetal (hortas e estufas). A alimentação e rega, além da administração de remédios – no caso de adoecimento – requer da equipe da Diretoria de Gestão da Unidade Agrícola Escola (Diguae) pessoal, que tem trabalhado em conjunto com os terceirizados de forma presencial (em escalas), de modo a evitar o contato e diminuir a propagação da Covid-19.

Ao mesmo tempo, para garantir o sustento e a saúde dos funcionários terceirizados, seus contratos de trabalho foram mantidos, novas medidas de segurança no trabalho foram implementadas e têm sido reforçadas pela equipe local;  o estado de saúde deles e de suas famílias tem sido acompanhado, orientações e encaminhamentos sendo transmitidos, principalmente para os casos suspeitos e detectados. Os pertencentes aos grupos de risco foram dispensados do serviço presencial. 

Capacitação, estudos e contatos com a comunidade

Sempre em vista das necessidades do atendimento ao público e do desenvolvimento profissional dos servidores, a Comissão de Capacitação do Campus Ipanguaçu vem orientando e disponibilizando recursos para a formação virtual. Nesse sentido, foram organizadas – em conjunto com a Equipe Técnico-Pedagógica – formações docentes para o ensino híbrido, uso de tecnologias de informação e comunicação (TIC’s), além do atendimento a pessoas portadoras de necessidades especiais e discussões étnicas associadas ao Ensino. Percebe-se que a inclusão digital, de alunos e servidores, e a apropriação de temas relacionados à educação integral, que trata do ser humano como ser racional, emocional e social, são tendências do momento. O estudo das ferramentas TIC tem possibilitado cada vez mais professores a acompanhar as condições de estudo e enviar materiais de apoio (vídeos e atividades online) a seus alunos, que costumam participar de grupos da turma pelo WhatsApp. Os materiais, que não são avaliativos, ajudam a manter a rotina de estudos, o contato com a escola e com os colegas de turma.

Para tomar decisões condizentes com a realidade da comunidade, o IFRN e o Campus Ipanguaçu têm realizado enquetes para avaliar as condições de saúde e de estudo dos alunos através de formulário no Google e pelo SUAP. Também têm sido realizadas reuniões online com pais e responsáveis via YouTube. As políticas institucionais de enfrentamento ao momento emergencial e de retorno às aulas de forma remota estão sendo baseados nessas pesquisas e diálogos com a comunidade. 

Eventos e palestras

No cenário de capacitações e discussões online das instituições de ensino, o Campus Ipanguaçu trouxe suas contribuições. Através de parcerias com outros campi e instituições parceiras, até o momento foram realizados o I Seminário Online de Estudos Pedagógicos, o I Simpósio Online de Educação e o II Seminário de Boas Práticas para a Sustentabilidade e as Oficinas do Pensamento (a primeira etapa aconteceu em 26 de agosto), série de encontros virtuais focados na formação continuada dos profissionais de educação.

Solidariedade – Entrega de cestas básicas

A pandemia da Covid-19 trouxe um processo de agravamento da crise econômica e social, atentando diretamente as famílias de estudantes do IFRN, uma vez que, em meio a esse contexto muitas famílias perderam sua fonte de renda. Assim, o Campus Ipanguaçu avaliou como necessário viabilizar ações para minimizar as situações de vulnerabilidade social que estudantes e suas famílias poderiam estar vivenciando. Nesse sentido, providenciou:

  1. Ação solidária, organizada pela Comissão de Qualidade de Vida no Trabalho, que arrecadou recursos para a distribuição de cestas básicas para 65 famílias;
  2. Ação promovida por meio da conversão de recursos próprios para aquisição de 430 cestas básicas que beneficiaram 215 famílias de estudantes, recebendo 2 cestas cada uma.

Em ambas as situações, discentes foram selecionados pelo Serviço Social do Campus, que utilizou os dados preenchidos pelos estudantes no SUAP como forma de avaliar quais as situações que possuíam maior prioridade para atendimento. Devido à dificuldade de acesso à unidade, o transporte oficial foi acionado e realizou a entrega das cestas nas cidades.

Expansão do contato com a comunidade através das redes sociais

Cada vez mais integrados às tecnologias, e levando em conta o distanciamento físico, o Campus Ipanguaçu expandiu seus canais de divulgação oficiais através das redes sociais. No início do ano possuíamos apenas o portal de notícias e uma página no Facebook, espaço para divulgação de informações oficiais. Agora também estamos online através do Instagram, com uma linguagem descontraída e direta nas imagens e fotos publicadas, e pelo YouTube, plataforma onde foi realizada nossa reunião com pais e estamos incorporando para realização de projetos no futuro. Os canais, velhos e novos, estão disponíveis para contato, comentários, opiniões e likes!

Acesse

Campus Ipanguaçu no Instagram;

Campus Ipanguaçu no Facebook;

Campus Ipanguaçu no YouTube.

Ações do documento

Página em carregamento