Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / A capacitação híbrida como alternativa
ENSINO

A capacitação híbrida como alternativa

19/09/2022 - Estudo aponta efetividade do Ensino Híbrido na capacitação dos servidores

A capacitação híbrida como alternativa

O ensino híbrido é capaz de misturar o presencia e virtual.

Diante de um cenário de crise econômica que provoca escassez de recursos financeiros às instituições de ensino público, as buscas por alternativas eficientes e personalizadas de capacitação do servidor ganham novos horizontes. O blended learning ou Ensino Híbrido (EH) têm se fortalecido neste contexto, é o que aponta a pesquisa “O Ensino Híbrido na capacitação de servidores públicos no IFRN”, desenvolvida em 2020 pelo servidor da instituto, Igo Diniz.

A dissertação desenvolvida no Instituto Metrópole Digital da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), teve como objetivo comprovar a eficiência do modelo para a capacitação dos servidores. O EH combina recursos do ensino presencial e a distância para melhorar a experiência de aprendizagem. Com a finalidade de aplicar um curso utilizando o EH, o estudo aplicou um questionário para identificar as necessidades dos servidores do Campus Natal-Cidade Alta do IFRN.

Após avaliar os resultados da consulta realizada com os servidores do Campus, foi ofertado um curso com o tema “Práticas Educativas com Ferramentas Digitais”. Com um total de 34 participantes e uma carga horária de 24 horas, o curso foi dividido em módulos com três encontros presenciais. O curso foi desenvolvido com base no processo de treinamento já consolidado no mundo corporativo, seguindo as etapas: Diagnóstico, Desenho, Implementação e Avaliação. Neste caso, apoiado pelos conceitos e fundamentos do EH. A capacitação usou a estratégia da sala de aula invertida, isto é, o conteúdo é estudado em casa no formato online e as atividades realizadas em sala de aula.

Utilizando a estrutura física e tecnológica do IFRN, com o auxilio do professor convidado Fernando Lucas, o pesquisador ministrou o conteúdo do curso em momentos presenciais e online. Na plataforma Google Classroom, além de materiais didáticos (textos, vídeos, slides, artigos científicos, indicação de leitura complementares e exercícios), houve o acompanhamento por tutoria online. “A ideia era aproveitar os momentos online para que os alunos pudessem se apropriar dos conteúdos, e nos momentos presenciais, fossem realizadas discussões e atividades práticas com o auxílio da equipe formadora”, conta Igo.

Resultado satisfatório

Após a conclusão do curso, os participantes responderam um questionário avaliando a experiência. Com relação à satisfação geral quanto aos resultados da última capacitação, Igo documentou que 74% da turma considerou o curso satisfatório. Quando consultados acerca da utilidade desses conhecimentos em seu ambiente de trabalho, 100% dos participantes “Concordam” ou “Concordam fortemente” que tais conhecimentos serão úteis. 

Ao responderem a pergunta do questionário “Você considera a metodologia de ensino híbrido adequada para capacitações profissionais?”, 85% consideram adequada. “Após todos os desafios superados, conseguimos um resultado positivo e alcançamos nossos objetivos propostos, conseguindo capacitar cerca de 20% dos servidores do Campus numa temática importante, usando uma metodologia inovadora”, diz o pesquisador.

Primeiros Passos

Para trabalhos futuros Igo espera que o IFRN inclua o ensino híbrido como opção entre as formas de ensino no programa de capacitação institucional e expanda aos demais campi. “O formato utilizado se mostrou um método eficiente no aspecto financeiro para a instituição, utilizando a própria estrutura física e tecnológica e sem a necessidade de afastamento do servidor do ambiente de trabalho”, explica.

O pesquisador acredita que o projeto foi um novo passo nesta direção. “É interessante enfatizar a relevância social da pesquisa, realizada em uma instituição de ensino referência em educação no estado, modelo de qualidade na rede federal de educação profissional”. Ainda falando sobre o ensino público, Igo acrescenta que no âmbito acadêmico-educacional, “este trabalho poderá contribuir como referência em futuras pesquisas na área de tecnologias educacionais, sobretudo na modalidade de EH aplicado às capacitações profissionais, visto que é um tema que requer estudos nas mais diversas realidades organizacionais, inclusive em instituições públicas de ensino”, conclui. Os interessados em aplicar uma capacitação com a metodologia de ensino híbrido podem consultar o material nos apêndices e anexos da pesquisa no link abaixo.

 

Acesse


O ensino híbrido na capacitação de servidores públicos no IFRN

Ações do documento

Página em carregamento