Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Homenagem pelo Dia Internacional das Mulheres
8 de Março

Homenagem pelo Dia Internacional das Mulheres

08/03/2022 - Mulheres desempenham papel de destaque no Ensino, Pesquisa e Extensão do IFRN

Homenagem pelo Dia Internacional das Mulheres

O tema do Dia Internacional da Mulher para o ano de 2022, é a “Igualdade de Gênero Hoje, para um Amanhã Sustentável”.

O Dia Internacional das Mulheres é uma data comemorativa que foi oficializada pela Organização das Nações Unidas (ONU) na década de 1970, sendo adotada por diversos países. Essa data, dia 8 de março, marca a luta histórica das mulheres ao mesmo tempo em que celebra conquistas sociais, políticas e econômicas que foram reivindicadas ao longo dos anos. Atualmente, além do caráter festivo e comemorativo, o Dia Internacional das Mulheres ainda continua abarcando a importância da conscientização para evitar as desigualdades de gênero em toda a sociedade.

Como forma de homenagear uma data tão significativa, a equipe da Assessoria de Comunicação Social e Eventos da Reitoria (Asce) do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) reuniu três perfis de mulheres que auxiliam à instituição em seu caminhar na história de milhares de estudantes e servidores, através do planejamento e implementação dos diversos projetos dentro do Ensino, Pesquisa e Extensão. Essas mulheres, que assumem cargos fundamentais nos setores sistêmicos do IFRN, colecionam histórias e conquistas em suas carreiras profissionais até sua chegada no Instituto. Desde então, as servidoras Amélia, Denise e Francinaide dedicam-se a atender ao público com excelência e dedicação.

Mulher no Ensino

Amélia Cristina Reis e Silva entrou no IFRN em 2004, quando ainda era conhecido pela sigla Cefet/RN. Após concluir sua graduação e já iniciado o mestrado, Amélia viu a oportunidade de ingressar no Instituto através de um concurso público. Naquele momento a instituição passava por uma fase de  atualização do Projeto Político Pedagógico (PPP) ao mesmo tempo em que voltava a ofertar o Ensino Médio Integrado. Nas primeiras semanas, a servidora lidou como um período de adaptação devido ao desconhecimento e pela grandiosidade da instituição, mas não demorou para que fosse convidada para fazer parte do grupo dos três primeiros diretores do Campus Pau dos Ferros para implantação na fase de expansão 2. Essa experiência, tida como o grande marco de sua carreira profissional é relembrada com muita afetuosidade pela servidora, que passou 12 anos atuando no Campus. “Contribuir para a expansão na rede federal da educação que é hoje um papel tão importante para educação de jovens por esse país foi marcante, voltei agora e estou como diretora pedagógica do IFRN”.

Dedicada ao cargo de diretora pedagógica, atualmente Amélia Reis não faz parte de um projeto específico, mas acompanha as demandas especialmente de Ensino, como as revisões nos projetos de pedagógicos de cursos da instituição. “Eu entendo que o grande desafio nesse momento é o acompanhamento desse processo de revisão de ofertas que estamos vivendo na instituição”, enfatiza. Sobre o forte papel das mulheres relacionadas ao desenvolvimento e funcionamento do Instituto, Amélia conta que percebe uma mudança significativa ao longo dos anos e o aumento da participação feminina em cada setor. “Eu me sinto muito feliz como mulher de estar nessa instituição, é muito bom sabermos que nós estamos em todos os lugares, seja pesquisa, laboratórios, salas de aula, limpeza da escola, gestão, o IFRN hoje tem aberto esse espaço e nós temos ocupado eles com muito orgulho por que a cada excelente resultado estamos presentes”, declarou a servidora.

Mulher na Extensão

Denise Cristina Momo é uma das professoras dos cursos Técnicos em Comércio e Tecnólogo em Marketing do Instituto Federal do Rio Grande do Norte. Atualmente exerce a função de pró-reitora de Extensão e coordenadora do Núcleo Zona Norte da Incubadora Tecnológica para Fortalecimento dos Empreendimentos Econômicos Solidários do IFRN (IFSol).

Nascida no estado do Rio Grande do Sul, Momo se deslocou para Natal no ano de 2013 com o objetivo de fazer mestrado. Durante o período, realizou um concurso em que foi aprovada para a docência do IFRN. De início, a docente foi lotada no Campus Macau. Posteriormente foi remanejada para o Campus João Câmara, indo depois para a unidade Natal-Zona Norte. No momento, Denise atua academicamente nos temas de gestão de pessoas, cooperativismo, associativismo, terceiro setor, empreendedorismo, técnicas de vendas e negociações e custos. Além das atividades de docência, exerceu suas atividades profissionais nos últimos 30 anos vivenciando o ambiente empresarial, associativo e cooperativo na área administrativa, contábil e de controladoria. Em 2018, tornou-se uma das fundadoras da Incubadora Tecnológica para Fortalecimento dos Empreendimentos Econômicos Solidários do IFRN (IFSol), que trata-se de uma incubadora de economia solidária atrelada a Pró-Reitoria de Extensão (Proex), onde são desenvolvidas atividades de incubação e assessoria para empreendimentos de economia solidária, incluindo grupos coletivos, associações e cooperativas. As atividades de incubação e assessoria são desenvolvidas por servidores e alunos bolsistas e voluntários por meio de projetos de Extensão, no local onde os empreendimentos estão localizados.

Numa reflexão sobre a celebração ao Dia Internacional das Mulheres, Momo ressalta sua percepção da “força, sensibilidade e o carinho da mulher no desenvolvimento da docência, e dos projetos de pesquisa e extensão. Já na docência, se vê o cuidado do aprendizado do aluno e na pesquisa e extensão a preocupação com a transformação social, a partir das atividades junto à comunidade”.

Mulher na Pesquisa

“As mulheres sempre estiveram presentes na história da instituição”. Foi com essa declaração que Francinaide de Lima Silva Nascimento iniciou sua fala a respeito da presença feminina na formação do IFRN. A docente, com atuação na graduação e pós-graduação, é a atual coordenadora de pós-graduação stricto sensu do Instituto. “Poucas pessoas sabem, mas o primeiro quadro de servidores contava com a primeira professora da instituição na então Escola de Aprendizes e Artífices, chamada Maria do Carmo Navarro, ela era professora primária”. Sendo uma das docentes mais ativas na elaboração de estudos e pesquisas, recentemente Francinaide publicou um capítulo sobre a professora Maria Navarro em uma coletânea franco-brasileira sob o título "Sexo, sexualidade e gênero na educação profissional no Brasil e na França: estudos exploratórios", organizada pelos professores Avelino Lima Neto, Ilane Cavalcante, Jacques Gleyse e Julie Thomas. Ela ainda enfatiza que atualmente uma pesquisa sobre a primeira diretora do IFRN, Luzia de França, está em desenvolvimento. “Esta tem sido minha forma de contribuir e evidenciar a importância da atuação das mulheres servidoras ao longo da história do IFRN em suas institucionalidades. Para mim é fundamental que a instituição efetive uma política de equidade de gênero”, declarou Francinaide.

Oriunda de escola pública e tendo formação em Pedagogia, mestrado e doutorado pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Francinaide Nascimento ingressou no Instituto Federal de Educação (IFRN) na área de Didática onde esteve a frente no desenvolvimento de atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão. Todos os projetos que foram desenvolvidos desde então têm fomento interno do IFRN, externo do Conselho Nacional de Pesquisas (CNPq) e, atualmente, da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível superior (Capes) para as pesquisas de mestrado sob sua orientação no Programa de Pós-graduação em Educação Profissional (PPGEP). As pesquisas têm inserção na formação inicial e continuada de professores, “um reflexo de minha atuação como docente nos cursos de licenciatura e lato sensu. A partir deles aglutino educação, currículo, permanência e êxito, tecnologias educacionais”, contou a professora.

Eventos

Na Reitoria e em todos os campi haverá programação especial voltada à passagem da data, celebrando o Dia Internacional das Mulheres.

Ações do documento

Página em carregamento