Você está aqui: Página Inicial / Campi / Pau dos Ferros / Notícias / Ações buscam a ampliação das atividades de internacionalização do IFRN
ASERI

Ações buscam a ampliação das atividades de internacionalização do IFRN

26/05/2021 - Assessoria de Extensão e Relações Internacionais atua em acordos de cooperações entre o IFRN e instituições estrangeiras

Ações buscam a ampliação das atividades de internacionalização do IFRN

A Assessoria de Extensão e Relações Internacionais do IFRN já possui novos planos para ampliar a rede acordos internacionais.

Um dos objetivos do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), previsto no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI/IFRN), é desenvolver e fortalecer sua internacionalização. A Assessoria de Extensão e Relações Internacionais (Aseri/IFRN), vinculada à Pró-Reitoria de Extensão (Proex), atua como agente de articulação, sendo o setor responsável por promover e fomentar a área.


Com o propósito de aprimorar as relações do IFRN junto a instituições internacionais, a Aseri/IFRN vem passando por uma reestruturação. É o que comenta o assessor de Relações Internacionais, professor Samuel Lima: “no momento, estamos em processo de constituição de uma equipe”. Samuel, que desde dezembro de 2020 é o único membro da Assessoria, complementou que a mudança baseia-se em um estudo divulgado no periódico “Práticas em Gestão Pública Universitária” e no relatório administrativo do IFRN.


O assessor explica que, agora, a Aseri passa a contar com a colaboração técnica do servidor Bruno Rafael Costa Venancio da Silva. Além dele, as servidoras Girlene Moreira da Silva e Luanna Melo Alves também passarão a compor a equipe. A Assessoria contará, ainda, com apoio da estagiária Fernanda Ferreira Figueiró, estudante de Comércio Exterior no Campus Natal-Central do Instituto.


Cooperações internacionais

Cumprindo com o Plano de Desenvolvimento Institucional, o IFRN tem firmado parceiras com instituições estrangeiras. O assessor relembra que a maioria desses acordos eram feitos com instituições europeias. No entanto, esse cenário vem mudando. “Hoje, estamos ampliando nossos acordos internacionais, favorecendo um maior diálogo com o Sul Global”.


Exemplos disso são as discussões sobre parcerias com universidades da América do Sul, como a Universidade de Buenos Aires (UBA) e a Universidade Pedagógica Nacional (Unipe), da Colômbia. Diálogos também já foram iniciados com universidades africanas, como a Universidade Internacional do Cuanza (Unic), a Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) e a Universidade Católica de Moçambique (UCM), fortalecendo, assim, as relações com a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).


Atualmente, o IFRN possui parceria com a Faculdade de Ciências e Tecnologia de Atividades Físicas e Esportivas (Staps) e com o Laboratório Interdisciplinar de Pesquisa e Didática, Educação, Formação EA 3749 (Lirdef), ambos da Universidade de Montpellier, da França. Acordos também foram estabelecidos com instituições portuguesas, como a Universidade de Lisboa (ULisboa), a Universidade de Coimbra (UC) e o Instituto Politécnico da Guarda (IPG).


Representação de Relações Internacionais nos campi do IFRN

Outra ação desenvolvida para fortalecer a internacionalização do Instituto Federal é a nomeação de servidores que representarão a Assessoria de Extensão e Relações Internacionais em seus campi. Durante a reunião do Colégio de Dirigentes (Codir) do IFRN, realizada no dia 18 de maio, o assessor Samuel Lima explicou que 13 campi do IFRN já encaminharam seus respectivos representantes. Os demais nove estão em construção para eleger seus representantes.


“Consideramos fundamental que cada campus tenha um representante das relações internacionais. Para além do potencial de desenvolvimento da cidadania global, é importante lembrar que o IFRN responde a indicadores de internacionalização, previstos no PDI, e precisamos constituir um grupo coeso e comprometido com o alcance de nossas metas”, declarou Samuel.


Interlocução com o Ensino, a Pesquisa e a Extensão

A Assessoria de Extensão e Relações Internacionais do IFRN já possui novos planos para ampliar a rede acordos internacionais. Como explica Samuel, por meio de edital, em parceria com a Proex, houve o fomento de um projeto de Extensão para atividades de internacionalização em cada Campus do Instituto. Também foi concluída a minuta de outro edital, em parceria com a Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação (Propi/IFRN), para o fomento de projetos no âmbito de acordos de cooperação internacional.


E não para por aí, como revela o assessor: precisamos iniciar o debate sobre a nossa política de internacionalização. Também integraremos a Comissão de Política Institucional de Convênios Nacionais e Internacionais, que será responsável pela proposição da normatização dos procedimentos para o estabelecimento de parcerias interinstitucionais, no âmbito do IFRN”. O objetivo é ampliar as oportunidades para a criação de ambientes de troca de conhecimentos, saberes e experiências com a sociedade internacional.

Ações do documento

Página em carregamento