Você está aqui: Página Inicial / Campi / Parnamirim / Notícias / Novo Grêmio inicia mandato com muitos projetos
Grêmio

Novo Grêmio inicia mandato com muitos projetos

03/04/2018 - A posse da chapa vencedora ocorreu no dia 23 de março

Novo Grêmio inicia mandato com muitos projetos

Grêmio do Campus está pronto para colocar em prática seus projetos.

No dia 19 de março, ocorreu no Campus Parnamirim a eleição para definir quais das duas chapas concorrentes iria vencer a disputa para se tornar o novo Grêmio da instituição. Foram 345 votos no total, sendo 148 de alunos do curso de Informática, 155 dos alunos de Mecatrônica e 42 dos estudantes do Subsequente. Após a apuração dos votos, foi anunciada a vitória da Chapa 2, com 196 votos. Em 23 de março, aconteceu a cerimônia de posse no auditório do Campus.


Yara Galdino Dutra, 16 anos, aluna de Informática do segundo ano, divide a presidência do Grêmio com Murilo, aluno de Mecatrônica. A jovem, que sempre se interessou em se engajar em movimentos estudantis, aceitou o posto de Presidente e assim como o significado que reside na palavra Omni, nome adotado pela chapa durante a campanha eleitoral, ela e seus amigos pretendem trazer inovação, abordando de tudo um pouco.


“Omni é o nome do álbum de uma banda brasileira chamada Angra, a qual é muito querida por vários integrantes da chapa. Na hora que a gente pensou em montar surgiu a ideia do nome Omni, por ser algo diferente. E é isso que a gente quer propor em relação à chapa anterior: agregar o máximo possível de coisas e não focada em um único ponto. Omni, em latim, significa tudo”, contou Yara.


É com essa energia que o novo Grêmio inicia seu mandato, com projetos que já estão em andamento dentro da realidade que o instituto oferece. Segundo Yara, alguns dos planos do grupo é abrir um cursinho para o ENEM tendo como objetivo dar suporte a alunos que não se sentem preparados o suficiente. Outra ideia seria abrir um cursinho de Inglês, no qual a monitoria seria dada pelos próprios alunos.


Porém, há a possibilidade de um outro projeto que anima Yara bastante. “O que eu tenho mais interesse é Festival de Artes aqui no Campus. Aqui teve uma mostra de desenho e eu não sabia que tinha pessoas que desenhavam tão bem, obras bem trabalhas por alunos de primeiro e segundo ano. Então por que isso não é mais visível? Na minha sala, por exemplo, tem uma menina que toca sanfona maravilhosamente bem. A ideia de um festival é trazer essas pessoas à tona. No ano passado teve um festival de talentos que foi absolutamente incrível, lotou o auditório. Foi fantástico”, lembrou a aluna.

Ações do documento

Página em carregamento