Você está aqui: Página Inicial / Campi / Natal - Central / Notícias / Aula inaugural do curso de Engenharia Civil marca a manhã desta sexta-feira, 14/02
Engenharia Civil

Aula inaugural do curso de Engenharia Civil marca a manhã desta sexta-feira, 14/02

14/02/2020 - Evento aconteceu das 9h às 12h, no miniauditório

Aula inaugural do curso de Engenharia Civil marca a manhã desta sexta-feira, 14/02

Foto: Jônatas Moura

Nesta sexta-feira, 14/02, das 9h às 12h, o miniauditório do Campus Natal-Central sediou a aula inaugural do novo curso de engenharia do IFRN: Engenharia civil. Na ocasião, o professor Arnóbio de Araújo Filho, diretor do Campus Natal-Central, parabenizou a equipe de professores da Diretoria Acadêmica de Construção Civil (DIACON): “Acompanhei muito de perto esse processo de mudança de tecnólogo para ensino superior. Começamos, há quatro anos, com Engenharia de Energias, agora com Engenharia Civil e depois com a Sanitária. Com certeza, a sociedade potiguar vai receber um curso de qualidade na área de Engenharia Civil. Quero parabenizar os professores, pois quem está na gestão pode traçar os melhores planos, mas se não tiver quem os execute, os planos só ficam no papel. Os professores são os verdadeiros executores, são quem realmente fazem acontecer”.

 

Um dos docentes responsáveis pelo novo curso, o coordenador de Engenharia Civil, professor Gabriel Constantino, felicitou os alunos da primeira turma e reforçou a credibilidade e a história sólida em qualidade que a Instituição traz na área: “Quero parabenizar os alunos da primeira turma, que tiveram scores consideráveis (pontuação) e dizer também que o curso é fruto do legado, da credibilidade e do trabalho dos professores nas últimas cinco décadas. Então, os professores da nova geração têm a responsabilidade com esse nível de excelência. Essa história, daqui para frente, se constrói por nós e para nós, professores e alunos. Então, parabéns aos professores e muito obrigado, prof. Spot, por tudo. Esse curso nasce moderno, atendendo,  desde já, as exigências mais atuais do MEC. Estamos todos muito felizes”

 

 Durante a abertura, após as boas-vindas e felicitações da mesa de representantes do curso, houve duas palestras, uma com a perspectiva mais do profissional da engenharia civil e na outra ponta, a visão empreendedora da área. A primeira, uma aula magna, ministrada pelo engenheiro George Maranhão; e a segunda, uma palestra proferida pelo presidente do SINDUSCON, Silvio Bezerra. Na aula, o engenheiro George Maranhão tratou o tema “Engenharia Civil: Inovação e Desafios” e, na palestra, o engenheiro Silvio Bezerra conversou com os estudantes sobre empreendedorismo.

 

De acordo com o engenheiro civil e ex-aluno da ETFERN, atual IFRN, o aprendizado liberta: “À medida em que o conhecimento vai aumentando, saímos de uma prisão e vamos para outra, com cercos maiores”. Ainda segundo ele, é preciso olhar para o novo, sem medo, e aproveitar o que há de melhor nele, reinventando-o. “É preciso fazer a engenheira reversa. A China age assim, eles enxergam um projeto bacana e o desfazem para fazê-lo ainda melhor. Na verdade, nós nascemos cientistas, desmontamos, perguntamos, queremos descobrir e, quando crescemos, somos podados, muitas vezes...”. Segundo George Maranhão, é necessário enfrentar alguns desafios na Engenharia Civil, entre os quais: “Posicionar-se no mercado, Reação ao novo (o melhor é agora), além de atentar para fatores como Energia Sustentável, Construções Inteligentes, Eficiência Energética e Ação Multidisciplinar”.

 

Na segunda palestra, o engenheiro Silvio Bezerra trouxe para os alunos a realidade do mercado e a necessidade de desenvolver o empreendedorismo. Durante a aula, ele fez uma retrospectiva da empresa Ecocil e dos casos de sucesso da construtora, caso do “Plano 100”. Ele também enfatizou que é necessário ter uma visão criativa e que, embora o mercado privado não garanta a estabilidade do serviço público, é possível ter uma rentabilidade maior se houver visão empreendedora. Ainda durante a palestra, o presidente da SINDUSCON lembrou sobre a necessidade de perceber o entorno, exemplificando que uma construção jamais terá sucesso de vendas se a área ao redor não for bem cuidada. Nesse sentido, ele relembrou ainda a importância da visão social e de sustentabilidade.

A ocasião reuniu alunos novatos do curso de Engenharia Civil assim como estudantes do quarto ano do curso Técnico em Edificações. O evento foi organizado pela Diretoria Acadêmica de Construção Civil do Campus Natal-Central. 

 

 

Ações do documento

Página em carregamento