Você está aqui: Página Inicial / Campi / Mossoró / Notícias / Projeto Espaço do Conhecimento realizou aula inaugural no último sábado (02)
iniciação científica

Projeto Espaço do Conhecimento realizou aula inaugural no último sábado (02)

06/03/2013 - O projeto é parceria da Funcern com a Petrobrás, tem o objetivo de proporcionar a iniciação científica dos estudantes da rede pública de ensino.

Projeto Espaço do Conhecimento realizou aula inaugural no último sábado (02)

A Fundação de Apoio à Educação e ao Desenvolvimento Tecnológico do Rio Grande do Norte (Funcern) e a Petrobras realizaram, sábado (2), aula inaugural da capacitação do corpo docente do projeto Espaço do Conhecimento. O evento aconteceu no câmpus Mossoró do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRN). 

Com duração de dois anos, o projeto tem o objetivo de proporcionar a iniciação científica dos estudantes da rede pública a partir do ensino das ciências da natureza e da matemática em três escolas localizadas na área de atuação da Petrobras no RN. Para isso, professores de química, física, biologia, matemática e português serão capacitados, e as instalações das escolas participantes serão adequadas com laboratórios de química, física, biologia, matemática e informática, beneficiando 2.600 estudantes. 

O projeto é patrocinado pelo Programa Petrobras de Desenvolvimento e Cidadania e será realizado na Escola Estadual Abel Freire e Coelho e Centro de Educação Integrada Professor Eliseu Viana, em Mossoró, e na Escola Estadual Monsenhor Honório, do município de Pendências. Também são parceiros o Governo do RN, o IFRN, a Universidade do Estado do RN (Uern) e a Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa). 

Para Wagna Dantas, coordenadora executiva do Projeto e consultora da Funcern, esse é o início de um “grande desafio”, que é aperfeiçoar o ensino das ciências da natureza e da matemática em três escolas públicas do ensino médio. “A equipe está preparada para desenvolver todas as etapas com eficiência, e a Petrobras como patrocinadora do projeto está apostando nisso”, afirmou.

Fonte: Funcern

Ações do documento

Página em carregamento