Você está aqui: Página Inicial / Campi / João Câmara / Notícias / Professores do IFRN apresentarão projetos em Fórum da UFRN
ENERGIAS RENOVÁVEIS

Professores do IFRN apresentarão projetos em Fórum da UFRN

06/09/2021 - Fórum de Inovação e Negócios em Energias Renováveis busca aproximar comunidade acadêmica, comunidade empresarial e autoridades públicas para a geração de novos negócios

Professores do IFRN apresentarão projetos em Fórum da UFRN

ENERGIAS RENOVÁVEIS

Acontecerá, no dia 8 de setembro, o Fórum de Inovação e Negócios em Energias Renováveis, promovido pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), em parceria com o Parque Científico e Tecnológico Augusto Severo do estado do Rio Grande do Norte (Pax/RN). No evento, que ocorrerá em formato virtual, serão apresentados projetos desenvolvidos por professores do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN).

Com o tema “Energias Renováveis: Desafios e Oportunidades”, o Fórum contará com participação de especialistas, consultores e pesquisadores das áreas de Energia Eólica, Energia Solar, Bioenergia e Armazenamento de Energia. A ação tem o objetivo de “promover a aproximação da comunidade acadêmica, com a comunidade empresarial e com as autoridades públicas para promover a geração de novos negócios”, de acordo com a organização do evento.

Assuntos a serem abordados

O Fórum de Inovação e Negócios em Energias Renováveis será um espaço destinado ao compartilhamento de novas ideias, experiências, informações e propostas, para que essas cheguem ao setor de Energias Renováveis. Na oportunidade serão promovidas discussões e propostas de temas para inovação pela academia dentro dos quatro eixos temáticos a seguir:

Energia eólica onshore e offshore

  • Tecnologias dos componentes da turbina eólica
  • Otimização do desempenho de operação e manutenção de parques eólicos
  • Tecnologias para instalação de usinas eólicas offshore

Energia solar

  • Tecnologias de células e sistemas fotovoltaicos
  • Otimização do desempenho de sistemas fotovoltaicos
  • Tecnologias para a energia solar heliotérmica

Bioenergia

  • Tecnologias para bioenergia
  • Processos produtivos em bioenergia

Armazenamento de energia para fontes renováveis 

  • Tecnologias de armazenamento
  • Produção de hidrogênio verde

Pesquisadores do IFRN

Durante o Fórum, representantes do curso de Tecnologia em Energias Renováveis, do Centro de Tecnologia em Energias Eólicas (CT Eólico) do Campus João Câmara do IFRN, e da Diretoria Acadêmica de Recursos Naturais (Diaren), do Campus Natal-Central, apresentarão projetos nas áreas de Energia Solar e Energia Eólica onshore e offshore.

A coordenação do CT Eólico e do curso de Tecnologia em Energias Renováveis salientam que o evento será uma oportunidade para a socialização de pesquisas desenvolvidas. Os participantes destacam, ainda, a importância do Fórum para a área, sendo esta uma oportunidade para futuras parcerias entre o Campus João Câmara e a Universidade Federal do RN junto ao Parque Científico e Tecnológico Augusto Severo do Rio Grande do Norte (Pax/RN).

Conheça os projetos desenvolvidos pelos professores do IFRN

Ferramenta computacional de apoio ao estudo de sistemas de energia eólica

Coordenado pelo professor Dennys Lopes Alves, do Campus João Câmara, o projeto busca desenvolver uma ferramenta computacional para fins didáticos. Segundo o professor, a ação objetiva “auxiliar o estudo dos componentes curriculares correlatos à área de Energia Eólica no que tange, por exemplo, aos cálculos inerentes ao estudo do recurso eólico, caracterização dos ventos e a potência extraída de um conversor eólico. Busca-se oportunizar aos discentes iniciantes da área a possibilidade de dispor de um software capaz de realizar os referidos cálculos de modo automatizado”.

Concentrador solar cilindro-convexo aplicável a centrais heliotérmicas

O professor Luiz Guilherme Vieira, também do Campus João Câmara, coordenador do projeto, explica que existem, em centrais heliotérmicas, concentradores solares que possuem algumas desvantagens, como perdas térmicas e a ação de intempéries. “Nosso propósito é tentar sanar esses problemas. A gente vai pegar os concentradores cilindros parabólicos e colocar uma cobertura de vidro para poder melhorar o seu funcionamento”, declarou Luiz Guilherme.

Energia eólica e seus aspectos ambientais

Denomina-se energia eólica a energia cinética contida nas massas de ar em movimento. Seu aproveitamento ocorre por meio da conversão da energia cinética de translação em energia cinética de rotação, com o emprego de turbinas eólicas, também denominadas aerogeradores, para a geração de eletricidade. É o que conta o professor Mauro Froes Meyer, do Campus Natal-Central do IFRN. O coordenador do projeto explica que “o aproveitamento dos ventos para geração de energia elétrica apresenta algumas características ambientais desfavoráveis e favoráveis. Os equipamentos de pequeno porte têm impacto ambiental geralmente desprezível”. Segundo o professor, parques eólicos também possuem impactos ambientais, como ruídos, poluição visual e interferência eletromagnética. Dessa forma, o projeto busca estudar maneiras para reduzir esses impactos.

A reinserção do uso do cata vento multipás: análise da viabilidade para fins de microgeração de energia elétrica

“A energia eólica tem ganho importante destaque nos dias atuais para a obtenção de energia elétrica, e o Rio Grande do Norte tem exercido papel fundamental para o seu incremento na matriz elétrica brasileira”, inicia o coordenador do projeto, professor Caio Cesar Moreira Chagas, do Colégio Militar de Fortaleza (CMF), cuja pesquisa segue sendo desenvolvida no Campus João Câmara do IFRN, onde esteve lotado até o ano de 2020. O professor ressalta que a Região do Mato Grande concentra a maior parte de potência eólica instalada no RN. Segundo o professor, apesar do elevado potencial eólico da região, “os pequenos proprietários rurais vivem à margem da utilização dessa riqueza e não usufruem economicamente dos benefícios financeiros de sua exploração”. O projeto tem o objetivo de avaliar o potencial do uso de cataventos multipás, buscando verificar a viabilidade de sua aplicação na microgeração de energia elétrica em sistemas isolados ou conectados à rede.

Inscrições

O Fórum de Inovação e Negócios em Energias Renováveis acontecerá de forma virtual, a partir das 14h do dia 8 de setembro. A inscrição segue aberta até o mesmo dia, e os interessados devem realizá-la no site do evento.

Acesse

Site do evento

Ações do documento

Página em carregamento