Você está aqui: Página Inicial / Campi / João Câmara / Notícias / Conheça o Curso de Tecnologia em Energias Renováveis
SISU 2022.1

Conheça o Curso de Tecnologia em Energias Renováveis

15/02/2022 - Ofertado na modalidade presencial pelo Campus João Câmara do IFRN, o curso tem duração de seis semestres

Conheça o Curso de Tecnologia em Energias Renováveis

Por Max Praxedes (ASCE/RE)

O cenário climático está mudando rapidamente, e novas tecnologias e soluções continuam surgindo para responder aos desafios globais e locais. Nesse cenário, amplia-se a necessidade e a possibilidade de formar profissionais capazes de lidar com o avanço da Ciência e da Tecnologia, prepará-los para se situar no mundo contemporâneo e participar de forma proativa na sociedade e no mundo do trabalho.

De acordo com o coordenador do curso, professor Guilherme Souza, no âmbito do estado de Rio Grande do Norte, a oferta do Curso Superior de Tecnologia em Energias Renováveis, que tem duração de seis semestres, busca atender à crescente demanda por profissionais qualificados na geração, transmissão e distribuição da energia elétrica proveniente de fontes renováveis.

Criado no ano de 2012 no Campus João Câmara do Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), o curso tem como objetivo geral formar profissionais capazes de compreender o processo de geração, transmissão e distribuição da energia elétrica proveniente de fontes eólica, solar e hidráulica. A graduação busca realizar atividades de especificação, projeto, implantação, operação e manutenção de sistemas que utilizem uma dessas três formas de energia. No Campus João Câmara do IFRN estão sendo ofertadas 40 (quarenta) vagas para ingresso no primeiro semestre deste ano.


Curso com conceito máximo do MEC

O professor Odailson Cavalcante explica que o curso de Energias Renováveis forma profissionais nas áreas de energia eólica, solar e hidrelétrica: “Mas eu estarei sendo injusto se disser que o curso se resume apenas a isso. Existem, em nosso curso, toda uma cadeia de conhecimentos que sustentam essa formação, como bases de Eletricidade e Mecânica, Informática e Automação e, inclusive, Administração.  Isso permite que o egresso consiga atuar em vários contextos dentro das energias renováveis, podendo este realizar manutenções elétricas e mecânicas, trabalhar no setor de geração, transmissão e distribuição de energia, trabalhar com projetos elétricos, emitir laudos técnicos e até empreender”

Ainda de acordo com o professor, a grade curricular também contempla disciplinas mais amplas e generalistas, o que permite a atuação na indústria, realizar Pesquisa e ingressar em uma Pós-Graduação: “A infraestrutura e ensino foram garantidas pelo Ministério da Educação (MEC), que deu nota máxima na última avaliação do nosso curso. Eu participei desse processo, como coordenador do curso, e me senti bastante orgulhoso dos elogios que recebemos dos avaliadores. Isso representa não apenas um selo que comprova nossa qualidade, mas uma mensagem para toda a comunidade externa de nosso carinho e zelo com a coisa pública”, destacou Odailson. 

“Durante o curso, alguns alunos também têm a oportunidade de receber ajuda financeira como bolsas relacionadas a projetos de Pesquisa e de Extensão que temos no Campus, assistência social e alimentação, conforme as suas condições sociais. E para enfrentar o mercado de trabalho, temos, em nossa região, uma gama de empresas do setor eólico. Eu considero bastante amplo o leque de oportunidades, e ao passar por todo o curso, os nossos alunos realizam uma forte transformação em sua educação: tornam-se capazes de formar opiniões críticas em seu setor de atuação e propor soluções para questões de sustentabilidade”, explicou o professor.


Centro de Tecnologia em Energia Eólica (CTEE)

“Desde sua criação, o curso de Energias Renováveis passou por dois processos de avaliação realizados pelo Ministério da Educação, obtendo conceito 4 (2014) e 5 (2019). Este último foi bastante importante para o curso e para o Campus, visto que ele nos deu condições de pensar e desenvolver um projeto que é o Centro de Tecnologia em Energia Eólica (CTEE)”, explicou o professor Leonardo Vale, coordenador do Centro.

O CTEE foi inaugurado em 2019 e tem como objetivo atuar na tríade Ensino, Pesquisa e Extensão. Para isso, o Centro vem ofertando capacitações, desenvolvendo projetos de Pesquisa e Inovação e articulando parcerias com as empresas da região, tanto na área de Eólica quanto nas demais áreas de Energias Renováveis.

“É possível destacar, entre as ações mais recentes do CT Eólico, o curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) de Eletricista de Sistemas de Energias Renováveis, que será ofertado ainda este ano; a seleção e desenvolvimento do projeto de Pós-Doutorado vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Uso Sustentável de Recursos Naturais (PPgUSRN); e as parcerias com o Parque Científico e Tecnológico Augusto Severo (PAX) e FieldCore”, comentou Leonardo.


“As fontes renováveis vêm se destacando no mercado mundial” 

A estudante Maria Eduarda, que está no último período do curso de Tecnologia em Energias Renováveis do IFRN, relata que escolheu a graduação por ouvir alguns de seus professores do Ensino Médio falarem bem sobre ele: “Por estar constantemente vendo no dia a dia que as fontes renováveis vêm se destacando no mercado mundial com um grande crescimento, trazendo uma grande demanda por profissionais qualificados na área, escolhi essa graduação por envolver uma área que admiro bastante, que é a Elétrica”, declarou Eduarda.

“Minha experiência no curso foi e ainda está sendo um imenso e enriquecedor aprendizado acadêmico e pessoal. Durante o processo de formação, tive a oportunidade de estar com professores excelentes e capacitados, pude desenvolver atividades de Pesquisa na área, bem como participar de eventos acadêmicos que acrescentaram uma grande bagagem de conhecimento. Apesar do momento pandêmico vivenciado, onde todos nós enfrentamos grandes dificuldades, acredito que consegui me adaptar ao ensino remoto e aproveitar ao máximo todo o conhecimento oferecido pelo curso. Para o futuro profissional, tenho grandes expectativas de ingressar na área de Energias Renováveis e atuar como tecnóloga”, finalizou a estudante.


Acesse:

Página do curso de Tecnologia em Energias Renováveis

Ações do documento

Página em carregamento