Você está aqui: Página Inicial / Campi / Ipanguaçu / Notícias / Publicada Instrução Normativa que regulamenta acesso ao IFRN
COVID-19

Publicada Instrução Normativa que regulamenta acesso ao IFRN

04/03/2022 - Valendo a partir da sua publicação, comunidade tem até o dia 16 de março para envio de dados pelo SUAP

Publicada Instrução Normativa que regulamenta acesso ao IFRN

No último dia 3 de março, através de Instrução Normativa emitida em conjunto pela Diretoria de Gestão de Atividades Estudantis e Diretoria de Gestão de Pessoas (Digae e DIGPE, respectivamente), o Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) regulamentou a adoção do Passaporte Vacinal para Covid-19 no âmbito da instituição. Assim, aqueles que desejam ingressar e permanecer nos espaços do Instituto devem estar com os dados de vacinação regulares no SUAP (sem atrasos no calendário vacinal) ou apresentar a documentação comprobatória na entrada do campus, no caso de visitantes.

A comunidade acadêmica terá até o dia 16 de março de 2022 para efetuar o envio do comprovante de vacinação. O envio deverá ser feito através do Sistema Unificado de Administração Pública (SUAP) e, se necessário, deverá ser alimentado no módulo Saúde no SUAP, com login do usuário.

Os documentos aceitos, apresentando o esquema vacinal completo, de acordo com calendário do Plano Nacional de Imunizações, serão: 

  • Cartão Digital de Vacinação, disponibilizado na plataforma RN+Vacina; 
  • Carteira de vacinação digital, disponível na plataforma do Sistema Único de Saúde - Conecte SUS; 
  • Comprovante de vacinação impresso em papel timbrado.

Aquelas pessoas que apresentam contraindicações das vacinas contra a Covid-19 só poderão ingressar na instituição e acessar seus espaços mediante apresentação de declaração ou atestado médico. O documento deve ser atualizado, fundamentado, justificando a contraindicação, e, além disso, será submetido a avaliação do corpo médico do IFRN, segundo o texto da Instrução Normativa (IN).

Após o fim do prazo de envio da documentação necessária, servidores que não estiverem em situação regular receberão faltas não justificadas no registro de frequências do SUAP. Estudantes em situação irregular também receberão faltas e não poderão frequentar atividades acadêmicas presenciais.  

Empresas prestadoras de serviço serão notificadas e cobradas pela comprovação do esquema vacinal de seus trabalhadores terceirizados, como condição para início ou continuidade da prestação de serviços presenciais. O acesso de público externo ao IFRN será permitido apenas após apresentação de documentos que comprovem regularidade no sistema vacinal.

Acesse:

Instrução Normativa

Ações do documento

Página em carregamento