Você está aqui: Página Inicial / Campi / Ipanguaçu / Notícias / Campus Ipanguaçu inaugura Unidade de Referência Tecnológica
Desenvolvimento Sustentável

Campus Ipanguaçu inaugura Unidade de Referência Tecnológica

27/05/2022 - Iniciativa, em parceria com a Petrobras e Florestana, faz parte do projeto Uso Racional e Reuso das Águas - Bacia do Rio Piancó-Piranhas-Açu

Campus Ipanguaçu inaugura Unidade de Referência Tecnológica

IFRN foi escolhido para a implantação da estrutura por atuar na educação e capacitação de multiplicadores

Campus Ipanguaçu do Instituto Federal do Rio Grande do Norte inaugurou nesta quarta-feira (25) sua primeira Unidade de Referência Tecnológica (URT), composta por uma Unidade de Tratamento de Efluentes (ETE) e por um Sistema Agrícola. A instalação da planta, que é considerada um piloto, é uma das etapas do projeto "Uso Racional e Reuso da Água – Bacia do Rio Piancó-Piranhas-Açu", que tem como principal objetivo promover a capacitação de agricultores familiares, produtores rurais, irrigantes e profissionais técnicos da área, para uso racional e reuso da água de forma sustentável. 

A instalação da URT foi possível graças a uma parceria entre a Petrobras e a empresa Florestana e nasceu em razão da necessidade de solucionar um passivo ambiental. "Durante o processo de licenciamento ambiental realizado junto ao Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (Idema/RN), os técnicos do órgão e da Petrobras avaliaram as inúmeras formas de sanar esse passivo ambiental. Foram muitas tentativas até que chegássemos a esse modelo que consideramos que é o ideal, pois além de trabalharmos com a solução de um problema que é a destinação do esgoto de forma mais sustentável, ainda temos a possibilidade de realizar ações de cunho socioeducativo", destacou o diretor-técnico do Idema, Werner Farkatt. 

A URT funciona como um sistema. Na primeira etapa, a ETE trata o esgoto produzido no Campus e torna a água adequada para o uso na irrigação do sistema agrícola, com área de um hectare, subdividido em quatro setores, que recebem plantações de coqueiro, mamoeiro, bananeira e milho. " Estamos muito alegres com o início da produção da planta, que tem como sua primeira atividade o tratamento dos efluentes do Campus, mas que tem em seu escopo de atuação muitas outras atividades e aspectos voltados para a sustentabilidade", destacou o Diretor Geral do Campus Ipanguaçu, professor José Geraldo Bezerra.

Com o início da operação da unidade, instalada num terreno de 2.700 metros quadrados no Campus, todo o esgoto produzido pelas cerca de duas mil pessoas que compõem a comunidade acadêmica do Campus Ipanguaçu do IFRN passará a ser tratado no local.

"O IFRN foi o local escolhido para a implantação dessa estrutura por termos aqui a possibilidade de atuar na educação e capacitação de jovens e outros profissionais da comunidade, que podem se tornar multiplicadores da iniciativa em suas comunidades, já que a tecnologia empregada na planta pode ser usada desde pequenas propriedades até grandes municípios", destacou o diretor de novos negócios da Florestana, Márcio Pignaton.  

Capacitação 

Além da instalação da unidade, o projeto realizará a capacitação e formação de estudantes, servidores e profissionais multiplicadores, além dos produtores da região. Temas como "uso sustentável da água", "tecnologias para uso racional e reuso da água", "manejo do solo e da água", "manejo de irrigação em sistemas agrícolas" e "práticas agrícolas" serão abordados através de palestras, cursos, oficinas, entre outras atividades. "Nossa instituição recebe a instalação desse equipamento com muita alegria, pois a partir de parcerias como essa, podemos incrementar as ações de ensino, pesquisa e extensão do IFRN, promovendo uma formação focada em aspectos da sustentabilidade não só para os nossos estudantes como também para a comunidade", destacou o Reitor do IFRN, professor José Arnóbio de Araújo Filho. 

Ações do documento

Página em carregamento