Você está aqui: Página Inicial / Campi / Ceará-Mirim / Notícias / Dia do Servidor Público: histórias de quem dedica a vida ao serviço público através do IFRN
Matéria Especial

Dia do Servidor Público: histórias de quem dedica a vida ao serviço público através do IFRN

28/10/2022 - Conheça alguns servidores com maior e menos tempo de serviço no Campus Ceará-Mirim do IFRN

Dia do Servidor Público: histórias de quem dedica a vida ao serviço público através do IFRN

Da esquerda para a direita: Camila Bessa e Luiz Paulo

Segundo o Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa, a palavra “servidor” possui o significado de “cumprir com rigor e zelo o que tem a fazer”. Quando o serviço é voltado à sociedade, ele ganha novos adicionais: com compromisso, propósito, lealdade e amor. 

A noção de servir à sociedade tem resquícios na Grécia antiga. Hoje em dia, a dedicação de profissionais, de variadas áreas, ao público carrega histórias de serviços prestados, inspiração e gratidão. Em comemoração ao Dia do Servidor Público, comemorado no dia 28 deste mês de outubro, a Coordenação de Comunicação Social e Eventos do Campus Ceará-Mirim (COCSEV/CM) conversou com alguns dos servidores de maior e menor tempo de prestação de serviço no Campus. 

Conheça, a seguir, a história de Luiz Paulo de Souza Medeiros, Docente de Redes de Computadores, e de Camila Bessa, técnica em Assuntos Educacionais do Campus Ceará-Mirim. 

12 anos de dedicação ao serviço público 

Foi em 2013, ano de inauguração do Campus, que Luiz Paulo chegou em Ceará-Mirim com a missão de preparar a escola para receber seus primeiros alunos. “Ver a inauguração de mais um Campus do IFRN, possibilitando a mais pessoas estudantes terem acesso a uma educação de qualidade e permitindo que essas pessoas e seus familiares possam sonhar com um futuro melhor, proporciona um sentimento de gratidão pela oportunidade juntamente com o de grande responsabilidade, de fazer jus a essa expectativa gerada”, disse.

Natural de Mossoró, teve seu primeiro contato com a instituição em 1994, como aluno do antigo CEFET-RN. Desde então, ele diz compreender a diferença que essa instituição causou na vida de muitas pessoas, com ações afirmativas como o processo seletivo exclusivo para estudantes oriundos de escolas públicas, entre outras. “A expansão da Rede Federal, fez com que o IFRN esteja presente em diversos interiores é, para mim, um dos maiores acertos no investimento de educação do nosso país”.

Para Luis, ser servidor público, principalmente na educação, é desempenhar atividades que irão servir de base para a formação de um cidadão e profissional capaz de ser um agente modificador da sua realidade. “Ser servidor público é compreender que nosso trabalho visa contribuir para uma sociedade mais justa e igualitária para todas as pessoas”, declarou.

Aos novos: bem-vindos 

Um dos servidores mais recentes a chegar aqui é Zoelia Camila Moura Bessa. A técnica em Assuntos Educacionais está na Equipe Técnico-Pedagógica (ETEP/CM) desde setembro de 2022 e é um dos três servidores com menos tempo de serviço no Campus.  Com 8 anos e 7 meses de instituição, ela já passou por três outros Campi: Apodi, Macau e Lajes, onde todas essas oportunidades só reforçaram seu respeito e o orgulho em ser servidora desta instituição. “Minhas experiências de trabalho possibilitaram-me conhecer pessoas incríveis, construir amizades, assim como aprender todos os dias com os desafios que nos são impostos diariamente”, afirmou.

“Para mim, fazer parte dessa instituição foi um sonho realizado e que está vivo até hoje, então, só gratidão. Tenho orgulho de fazer parte da família IFRN, e de todos os resultados gerados pelo desenvolvimento das diversas ações que são colocadas em práticas por pessoas que amam verdadeiramente o que faz”.

Para ela, ser servidora pública é: “servir as pessoas de forma respeitosa, igualitária e ética, tentando atender às necessidades do outro, dentro do que for possível. Acredito ser gratificante poder ajudar ao próximo de forma atenciosa e acolhedora. Vejo o IFRN como uma possibilidade de transformação de vida e a concretização de um futuro melhor para muitos jovens”, finalizou.

Ações do documento

Página em carregamento