Você está aqui: Página Inicial / Campi / Canguaretama / Notícias / Campus Canguaretama investe em internacionalização para transformação social
GINTER

Campus Canguaretama investe em internacionalização para transformação social

09/12/2020 - Curso a distância será lançado com o objetivo de traçar estratégias para ampliar internacionalização

Campus Canguaretama investe em internacionalização para transformação social

Coordenação e organização do curso.

Com o objetivo de promover transformações sociais por meio de interações entre diferentes idiomas, países e culturas, o Campus Canguaretama do IFRN agora investe na sistematização das suas ações para a internacionalização, a partir do lançamento do Curso de Formação Inicial e Continuada (FIC) “Estratégias para a Internacionalização”.

O curso FIC é voltado para servidores e servidoras do Campus e vai durar quatro semanas, através de ensino remoto. A coordenação é do professor Helber Silva, de Canguaretama, com a colaboração do professor Marcelo Camilo, do Campus Natal-Central, e Keila Moreira, do Campus Natal-Zona Norte, contando ainda com a participação de outros professores e estudantes do Campus Canguaretama. Marcelo foi assessor de Extensão e Relações Internacionais do IFRN durante catorze anos e Keila vai atuar na área de didática. O edital, com todas as informações sobre o curso, deve ser lançado em janeiro de 2021. 

De acordo com Helber, as ações para a internacionalização devem acontecer de forma transversal entre ensino, pesquisa e extensão, gerando transformação social. “Para o planejamento das ações, consideramos o ensino profissional como fator humanizador e emancipador, a pesquisa aplicada para a resolução de problemas locais e em sintonia com a extensão voltada às necessidades da comunidade externa”, declara. 

Os servidores e as servidoras inscritos e inscritas no curso vão discutir conceitos e motivações contemporâneas para a internacionalização, por meio do conhecimento e do reconhecimento de normativos e experiências exitosas no Campus Canguaretama e no IFRN. A partir disso, vão definir eixos de atuação para um Grupo de Estudos e Trabalhos para a Internacionalização (Ginter), aberto aos que tiverem interesse em participar. O produto final do curso será o plano estratégico de ações do Ginter.

Para o diretor-geral do Campus Canguaretama, professor Flávio Ferreira, “o foco em ações de internacionalização do Campus amplia o alcance de uma formação cidadã com o reconhecimento do outro cultural. Para nossa comunidade acadêmica e de outros campi parceiros, é uma oportunidade que se consolida”.

 

Ações do documento

Página em carregamento