Você está aqui: Página Inicial / Campi / Mossoró / Notícias / Novembro Negro 2022: 10 anos da Lei de Cotas e a luta por uma educação antirracista.

Novembro Negro 2022: 10 anos da Lei de Cotas e a luta por uma educação antirracista.

09/12/2022 -

Novembro Negro 2022: 10 anos da Lei de Cotas e a luta por uma educação antirracista.

O Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi) do IFRN/Campus Mossoró, em parceria com Núcleo de Artes (Nuarte), realizou mais uma edição do evento “Novembro Negro”, em referência ao Dia da Consciência Negra, celebrado no Brasil no dia 20 do mesmo mês. Vale também destacar que o evento contou com o apoio do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (SINASEFE). . 

O Novembro Negro vem se constituindo como importante evento na agenda nacional e, mais especificamente, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – IFRN.  As atividades desenvolvidas têm o dia da Consciência Negra como seu epicentro, data em que faz referência à morte de Zumbi dos Palmares, ocorrida em 20 de novembro de 1695. 

É notório que muitas instituições de ensino ainda marginalizam e/ou tornam invisibilizadas diversas perspectivas epistemológicas. Nesse contexto, observa-se a invisibilização dos saberes produzidos pelos povos negros, fenômeno que cientistas sociais denominam de epistemicídio ou racismo epistêmico. 

Em vista disso, o Novembro Negro de 2022 do IFRN Campus Mossoró adotou como tema "10 anos da Lei de Cotas e a luta por uma educação antirracista". Durante o evento, foram desenvolvidas diversas atividades, tais como o Festival de Curtas de Cinema Africano, a Mostra de Música Popular Negra no Brasil em Disco de Vinil, a Exposição Citações Negras, o Cultura de Quinta (com apresentações artísticas diversas), uma Oficina de Abayomi e uma Oficina sobre Educação Étnico-Racial.

O Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (Neabi) do IFRN/Campus Mossoró, sob a coordenação da Prof. Ma. Euza Raquel e do Prof. Dr. Demóstenes Vieira, reforça o compromisso com o combate ao racismo em todas as esferas da vida sociais e com o desenvolvimento de uma educação antirracista.  Nesse ínterim, discutir os 10 anos da Lei de Cotas é de suma importância para entendermos a exclusão da população negra, o racismo estrutural e o desenvolvimento de políticas públicas que combatam a o racismo e a discriminação racial no Brasil.

Ações do documento

Página em carregamento