Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Reitor do IFRN recebe diretoria do Sinasefe
Gestão

Reitor do IFRN recebe diretoria do Sinasefe

16/02/2018 - Entre as pautas da reunião, discussões sobre a flexibilização da carga horária

Reitor do IFRN recebe diretoria do Sinasefe

Reitor ouviu proposições trazidas pela direção do Sinasefe

Com a participação do diretor de Gestão de Pessoas, Auridan Dantas e do procurador-chefe da Procuradoria Federal junto ao IFRN (Proju), Thiago Galvão, o reitor do Instituto, professor Wyllys Tabosa, recebeu, na tarde da sexta, 16/2, a diretoria do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica - Seção Natal. Entre as pautas da reunião, a direção do Sinasefe trouxe proposições da categoria de servidores do instituto, como esclarecimentos sobre o relatório parcial do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre a flexibilização da carga horária, divulgado durante a semana.

Segundo o professor Wyllys, a comunidade acadêmica pode ficar tranquila: “o documento que divulgamos  é um relatório parcial. Ainda não representa o posicionamento do TCU. Nossa intenção foi a de dar publicidade ao andamento do processo”, disse o reitor. Thiago Galvão, da Proju, por sua vez, esclareceu os trâmites do processo: “estamos trabalhando a defesa do Instituto, fundamentados com levantamentos estatísticos, inclusive. Essa defesa será levada ao TCU e não tem previsão de julgamento no plenário, onde faremos a sustentação oral. É um processo longo em que, se for caso, cabe recurso sobre o teor do Acordão no próprio Tribunal e no STF”, pontuou Thiago.

Pautas e demandas

Ao longo da reunião, questões como ponto eletrônico, carga horária docente, expansão institucional e a reposição dos dias em greve foram tratados. Socorro Silva e Aparecida Silva, coordenadoras do Sindicato, fizeram apontamentos e pediram apoio ao reitor às demandas dos servidores da instituição. 

Por parte dos membros do Sinasefe, a impressão foi de alívio: “podemos ter mais tranquilidade, sabendo da situação com mais detalhes”, disse André Palhares, diretor de Imprensa e Comunicação do Sindicato. Marinaldo Silva, que integrava a comitiva, ressaltou a importância do bom diálogo: “vamos aguardar o teor do Acórdão, que vai dar o caminho das ações”, finalizou.

Ações do documento

Página em carregamento