Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Processos seletivos do IFRN sofrem alteração no valor das taxas de inscrições
Codir

Processos seletivos do IFRN sofrem alteração no valor das taxas de inscrições

17/05/2017 - Há 10 anos os valores não eram alterados. Mudança foi necessária para viabilizar custos

Processos seletivos do IFRN sofrem alteração no valor das taxas de inscrições

Reunião aconteceu por videoconferência, mas alguns diretores estiveram presentes

Em reunião por videoconferência na manhã da última segunda-feira (15), os integrantes do Colégio de Dirigentes do IFRN debateram sobre os processos seletivos do Instituto. A principal decisão diz respeito à atualização dos valores das taxas de inscrições cobradas aos participantes das seleções para estudantes.

Os valores não eram atualizados há 10 anos e já não vinham sendo suficientes para cobrir os custos dos processos seletivos. Para estudar a melhor forma de viabilizar a realização dos processos, foi criada uma comissão coordenada pelo responsável pelas seleções de estudantes para o IFRN, o professor Everaldo Pereira, além do diretor-geral do Campus Parnamirim, Ismael Feliz Coutinho, e o servidor da Diretoria de Gestão de Pessoas Raul Aleixandre.

Fazendo um levantamento de todos os valores, foi apresentada ao Codir a proposta de redimensionamento. Os valores passariam a: R$ 30 para cursos técnicos, R$ 50 para especializações e R$ 80 para cursos de mestrado.

Os dirigentes fizeram questão de reforçar a função social da Instituição de promover mais igualdade social a partir da educação pública. “Não gostaríamos de fazer essa mudança, mas ela se tornou necessária em razão dos aumentos nos custos de realização dos processos seletivos, desde a logística de aplicação de provas até a parte de elaboração e correção de avaliações”, explicou Everaldo Pereira. O coordenador de Acesso Discente da Instituição fez questão de frisar que está garantida a isenção da taxa de inscrição para os candidatos em situação de vulnerabilidade social, oriundos de família com baixa renda.

O grupo de dirigentes aprovou a proposta da comissão, demonstrando a preocupação em manter o acesso aos cursos ofertados pelo IFRN. O diretor-geral do Campus Caicó destacou: “estamos aqui como gestores fazendo o possível para atender a sociedade”.

OUTRAS DELIBERAÇÕES

O Codir avaliou ainda a proposta de redimensionamento na realização dos processos seletivos para professor substituto. A sugestão foi apresentada por comissão formada pelos diretores-gerais dos campi Caicó, Alex Diógenes; Natal-Central, Arnóbio de Araújo Filho, e Parelhas, Gerlúzia Azevedo. A principal mudança sugerida é a realização das seleções por polo, e não mais por campus, como vem sendo realizado. O objetivo é diminuir os custos de realização de processo seletivo para a Instituição. A comissão terá mais 30 dias para avaliar as observações sugeridas pelos diretores.

O último tema da reunião foi a gestão de risco na Instituição. O diretor-geral do Campus Caicó lembrou a necessidade de mapeamento de todos os processos por fluxo logístico. Foi deliberada a formação de uma comissão coordenada pela Pró-Reitoria de Planejamento e Desenvolvimento Institucional (Prodes) para a construção da Política de Gestão de Risco do IFRN. ​

Ações do documento

Página em carregamento