Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Alunos conquistam quarto lugar em mostra científica nacional
Campus Natal-Zona Norte

Alunos conquistam quarto lugar em mostra científica nacional

03/11/2014 - Protótipo busca melhorar acessibilidade de cadeirantes na areia da praia

Alunos conquistam quarto lugar em mostra científica nacional

Iago, Arthur e Maraysa comemoraram a premiação na Mostratec, realizada de 27 a 31 de outubro, em Novo Hamburgo.

Os alunos de Eletrônica Iago Souza e Maraysa Araújo conquistaram, na última sexta-feira (31), o quarto lugar da categoria Engenharia da 26ª edição da Mostra Brasileira e Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec), realizada em Novo Hamburgo, no Rio Grande do Sul.

O resultado credenciou a dupla responsável pelo projeto de pesquisa "Crab - Veículo Adaptado a Cadeirantes para Mobilidade em Praias" a participar 13ª Feira Brasileira de Ciências e Engenharia (Febrace), que acontece em março de 2015, em São Paulo. O trabalho orientado pelos professores Arthur Salgado e João Teixeira é resultado da parceria do IFRN com a Universidade Petrobras através do Programa de Formação de Recursos Humanos (PFRH).

O protótipo utiliza esteiras para locomoção e aproveita a energia solar para substituir o uso da queima de combustíveis fósseis, que produzem substâncias nocivas ao meio ambiente, aliando geração de energia e sustentabilidade. "Nossa Intenção é dar condições ao usuário de cadeiras de rodas de se movimentar com mais facilidade na areia da praia e contribuir com redução da emissão diária de gases nocivos à atmosfera", explica Arthur.

"O Crab utiliza módulos fotovoltaicos para obter a energia proveniente dos raios solares e transformá-la em energia elétrica. Por meio de um circuito conversor de energia CC/CC Buck Boost, que é controlado pela técnica MPPT com razão cíclica ajustável em função das tensões fornecidas pelos painéis, são alimentados os circuitos que realizam o controle de sentido e velocidade dos motores, a partir do circuito ponte H em conjunto com a técnica PWM (Modulação por Largura de Pulso) e por fim, o circuito controlador de carga que faz a correta conexão entre os módulos e a bateria, evitando que ela seja sobrecarregada ou descarregada excessivamente o que afetaria sua vida útil", complementa o professor.

O sucesso do trabalho superou as expectativa de Maraysa, que vibrou com a chance de participar da maior feira científica e tecnológica da América do Sul. "O contato com pessoas de vários países foi extremamente gratificante. Além disso, a premiação é consequência do esforço e do reconhecimento do nosso projeto".

Outros dois projetos com apoio do PFRH também estiveram representantes na feira, ambos orientados pelos professor Roberto Lima. O primeiro deles é o "Scorpion - Sistema de Tratamento de Águas para Reuso", desenvolvido pelos alunos Álex Câmara, Rayane Lunara e Vitor Rodrigues, que consiste em um sistema de tubulações que recebe a água da chuva, trata e a deixa pronta para o consumo.

O protótipo capta água pluvial inicialmente contendo impurezas e corrige os parâmetros de qualidade do líquido. O dispositivo contém argila modificada que atua no tratamento da água. Vale ressaltar que as águas das primeiras chuvas são descartadas.

O segundo é o projeto "Reciclagem de Papel - Aproveitamento de Resíduo e Inovação Tecnológica". Neste trabalho dos alunos Ian Rassari, Júlia Carvalho e Stella Lima, o papel foi reciclado de forma artesanal, com o emprego de elementos constituintes extras que permitem alteração na textura, na aparência, na resistência e aplicação do material obtido. Foi utilizado também o pó extraído da casca de coco verde, bem como a seiva de quiabo e tecido em tela como suporte para fabricação de elemento filtrante. 

"A reciclagem de papel possui caráter sustentável gerando enorme economia e possibilitando geração de renda. Além disso, a reciclagem pode ser a base tecnológica para produção de elementos filtrantes de matriz celulósica, empregados para tratamento da água e remoção de poluentes diversos, como metais pesados e hidrocarbonetos que conferem elevado grau de toxicidade à água", explica Lima.

Ainda de acordo com o professor, "os resultados mostram como é fácil obter papéis com características diversas e deixam o grupo otimista em relação à próxima fase de realização de testes da eficácia dos elementos filtrantes, que podem ser produzidos para remoção de hidrocarbonetos e outros poluentes da água".

O evento

A Mostratec é uma feira de ciência e tecnologia realizada anualmente pela Fundação Liberato, em Novo Hamburgo/RS, que se destina à apresentação de projetos de pesquisa em diversas áreas do conhecimento humano, realizados por jovens cientistas do ensino médio e da educação profissional de nível técnico de todo o Brasil. Neste ano, a feira foi realizada de 27 a 31 de outubro.

Conteúdo relacionado:

13/08/2014 - Projeto do Campus é destaque na imprensa local
11/08/2014 - Pesquisa do Campus é premiada na Mostra Tecnológica do IFRN
04/08/2014 - Pesquisadores do Campus criam protótipo que reutiliza água da chuva
26/05/2014 - Alunos de Eletrônica participam de feira nacional de ciência e tecnologia

Ações do documento

Página em carregamento