Você está aqui: Página Inicial / Campi / Natal - Zona Norte / Notícias / Alunos representam o estado em mostra tecnológica no Ceará
CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Alunos representam o estado em mostra tecnológica no Ceará

17/05/2016 - Exposição científica teve início nesta terça-feira, em Fortaleza

Alunos representam o estado em mostra tecnológica no Ceará

No total, quatro trabalhos de cunho científico e tecnológico do Campus se apresentam na Expo MILSET Brasil 2016

A comitiva formada por Ana Letícia Bezerra, Blenda Medeiros, Jésua Duarte, Magno Nascimento, Nicodemos Silva, Paulla França, Rodrigo Machado e Victor Nascimento vai representar o Rio Grande do Norte na Expo MILSET Brasil 2016, que acontece de 17 a 21 de maio, na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, em Fortaleza.

A exposição tecnológica é um evento nacional do Movimento Internacional para o Recreio Científico e Técnico (MILSET) que visa motivar o intercâmbio entre alunos pesquisadores, professores orientadores e toda a sociedade de uma forma geral. 

A mostra reúne anualmente projetos de estudantes do ensino fundamental, médio e superior de todos os estados do Brasil, bem como projetos internacionais de diversos países convidados.

 

Conheça os projetos:

Aproveitamento do pó obtido do beneficiamento da casca do coco verde no abrandamento de água dura

Autor: Magno Matheus do Nascimento

Orientador: Roberto Rodrigues Cunha Lima

Síntese: Neste trabalho, o estudante realizou estudos e ensaios para verificar a eficiência do pó da casca do coco verde no abrandamento da água dura (salobra). Como uma forma consciente de reaproveitar os resíduos da casca de coco verde, que vem gerando cerca de 800 mil toneladas anuais de lixo, o projeto visa à descontaminação de forma natural e eficiente desse tipo de água.

 

Mirar – Óculos-guia para auxílio à deficientes visuais.

Autores: Jésua Duarte e Nicodemos Silva

Orientador: Marcus Vinicius Araújo Fernandes

Síntese: Para proporcionar melhoria na acessibilidade, segurança e independência aos deficientes visuais, o projeto Mirar propõe a utilização de um artefato como óculos que, por meio de circuitos eletrônicos, monitora à distância de obstáculos próximos à área superior do corpo, auxiliando na locomoção de portadores de deficiência visual e promovendo sua inclusão. 

Através de sensores de distância ultrassônicos e transdutores piezoelétricos que emite bips repetitivos de frequência crescente, os óculos têm a função de orientar os deficientes na aproximação dos obstáculos. O artefato sugere a possibilidade de auxílio ao equipamento já utilizado – a bengala – tornando o deficiente visual menos vulnerável a acidentes.

 

Produção de filme argilo-polimérico comestível para conservação de frutos e hortaliças

Autores: Ana Letícia Bezerra da Silva, Blenda Paula da Silva Medeiros e Paulla Beatriz França de Sousa

Orientador: Roberto Rodrigues Cunha Lima

Síntese: Para resolver a problemática do desperdício de frutas e hortaliças, as alunas criaram um biofilme comestível, que, ao ser envolvido em alimentos como acerolas, cajás, pimentões, morangos, tomates e uvas, reduz as taxas de degradação das frutas e hortaliças, apresentando uma alternativa natural e viável para a obtenção de um maior tempo de conservação dos alimentos.

 

SISADEV - Sistema Sonoro Interativo de Auxílio aos Deficientes Visuais no Transporte Público

Autores: Victor Diego do Nascimento Silva, Rodrigo Machado dos Santos e Yuri Henrique Sales da Costa

Orientador: Ailton Torres Câmara

Síntese: Trata-se de um sistema interativo que busca possibilitar a independência de deficientes visuais no acesso ao transporte público. Os estudantes desenvolveram um dispositivo de baixo custo e acessível a todos, através de um sistema sonoro construído a partir da utilização da plataforma de prototipagem eletrônica chamada Arduíno. 

"Nossa intenção é colocar um transmissor em cada ônibus, que vai enviar dados como linha e destino. Essas informações vão ser recebidas por um receptor e, logo em seguida, vão ser repassadas ao usuário através de um dispositivo sonoro, que vai-lhe informar quando o veículo estiver se aproximando", explicou Victor. 

O projeto já foi premiado quatro vezes, incluindo o primeiro lugar da categoria "Engenharia" na Feira Nordestina de Ciência e Tecnologia (Fenecit), realizada no ano passado em Recife, Pernambuco. O bom resultado  também garantiu premiação na Mostratec, uma das maiores feiras de ciência e tecnologia do Brasil, que aconteceu no mês de novembro, em Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul. 

Para mais informações, acesse o site do evento.

 

Conteúdo relacionado:

16/03/2016 - Estudantes participam de concurso virtual em mostra de tecnologia nacional

09/11/2015 - Semana de Ciência e Tecnologia chega ao fim em noite de festa

10/03/2016 - Alunos representam o estado em feira de ciências e engenharia da USP

26/10/2015 - Alunos representam o RN na principal mostra científica da América do Sul

20/10/2015 - Jornal destaca ida de alunos à principal mostra de ciência da América do Sul

29/09/2015 - Projeto de alunos é eleito o melhor da categoria em mostra de tecnologia

Ações do documento

Página em carregamento