Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / IFRN e UFRN se unem para traçar plano de expansão articulado
ensino superior

IFRN e UFRN se unem para traçar plano de expansão articulado

14/03/2012 - O objetivo é evitar superposição de atuação entre as instituições federais de ensino

Dirigentes do IFRN e da UFRN se reuniram, na manhã de hoje (14) para discutir uma estratégia que garanta uma maior efetividade nas atuações das instituições federais de ensino superior no Rio Grande do Norte.  A reunião foi na Reitoria do  IFRN e contou com a participação dos reitores Belchior de Oliveira Rocha (IFRN)  e Ângela Maria Paiva Cruz (UFRN), além de pró-reitores e assessores das duas instituições.

O pró-reitor de Planejamento da UFRN, João Emanuel Evangelista, apresentou um estudo sobre a distribuição das principais categorias profissionais no território potiguar e também sobre as potencialidades econômicas do Estado que poderiam ser mais bem desenvolvidas se a oferta de mão de obra qualificada fosse menos concentrada na região metropolitana de Natal.

"No momento em que a  meta do Governo Federal é aumentar em 50% o número de matrículas no ensino superior, é preciso que tenhamos uma estratégia para empregarmos bem os recursos públicos, evitando a superposição de atuação numa mesma região, o que significaria desperdício de recursos públicos", alertou a reitora da UFRN, que pretende reunir-se também com o reitor da UFERSA, Josivan Barbosa Feitoza, para tratar do mesmo assunto.  "Vamos formar um grupo de trabalho formado por representantes das instituições federais e, em seguida, chamaremos também a UERN para participar desses estudos", completou a reitora.

O reitor Belchior de Oliveira Rocha concorda com a necessidade de uma ação integrada entre as instituições, principalmente no que diz respeito à formação e qualificação de professores.  "A carência de professores de química, física, matemática e biologia é grande em todo o Estado, até mesmo na capital.  Mas é preciso criarmos condições para que as pessoas que se formam nessas áreas se fixem no interior", disse o reitor.  Uma alternativa, segundo ele, seria a criação de uma gratificação para esses profissionais que forem designados para o interior, uma ideia a ser defendida junto ao Ministério da Educação.  

Os representantes do IFRN no grupo de trabalho que vai tratar da atuação integrada entre o IFRN e a UFRN serão os pró-reitores de Pesquisa e Inovação, José Yvan Pereira Leite, e de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, José de Ribamar Oliveira.

 

Ações do documento

Página em carregamento