Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Gerador fotovoltaico entra em operação no Campus Santa Cruz
Sustentabilidade

Gerador fotovoltaico entra em operação no Campus Santa Cruz

21/04/2017 - Mais de 50 mil reais serão economizados com despesa de energia elétrica nos próximos 12 meses

Gerador fotovoltaico entra em operação no Campus Santa Cruz

Entrou em operação na manhã da última terça-feira, 18/04, o 13º gerador fotovoltaico instalado no IFRN. O minigerador do Campus Santa Cruz tem 84,8 kW de potência máxima e foi montado sobre a cobertura do Bloco Anexo, ocupando aproximadamente 480 m². Estima-se que esse gerador fornecerá 134,3 MWh/ano, o que representará R$ 51 mil a menos na despesa do Campus com energia elétrica nos próximos 12 meses.  A energia gerada cobrirá, em média, 25% da demanda necessária para funcionamento da infraestrutura atual da unidade e cerca de 11 toneladas/ano de CO2 deixarão de ser lançadas na atmosfera, o que equivale ao plantio de 66 árvores.

Pioneirismo

Com a instalação de seu primeiro gerador fotovoltaico, em 2013,  o IFRN se tornou a primeira instituição pública de ensino do Brasil a aderir ao sistema de compensação de energia regulamentado pela Resolução Normativa 482/2012 da Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL. De acordo com essa Resolução, um consumidor de energia elétrica que instale pequenos geradores em sua casa, condomínio ou empresa (como, por exemplo, painéis solares fotovoltaicos e pequenas turbinas eólicas) pode utilizar a energia gerada para abater o consumo de energia elétrica da unidade. Quando a geração for maior que o consumo, o saldo positivo de energia poderá ser creditado na fatura dos meses seguintes. 

Investimentos continuam

Já está em andamento o projeto para instalação de mais um gerador fotovoltaico de 27,5 kWp sobre a cobertura do Bloco Principal do Campus Santa Cruz, com previsão para conclusão da instalação em junho desse ano. Além desse, outros 8 geradores estão em fase de projeto e instalação nos campi Apodi, Cidade Alta (Unidade Rocas), Ipanguaçu, Macau, Mossoró, Nova Cruz, Parnamirim e Zona Norte, totalizando mais 798 kWp fotovoltaicos de geração distribuída no IFRN. A expectativa é ultrapassar a marca dos 2 MW instalados no início do próximo semestre.

Em 2016 os geradores fotovoltaicos forneceram 1,6 GWh para 11 unidades do IFRN, o que significou redução de despesa da ordem de R$ 613 mil nas faturas de energia elétrica. Com essa ação o Instituto também evitou a emissão de 142 toneladas de CO2 ao longo do último ano.  De acordo com o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), pelo menos 30% da energia elétrica consumida no IFRN deverá ser provida a partir de fontes renováveis até o final de 2018.

 

Ações do documento

Página em carregamento