Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Coordenadores discutem a integração entre prática profissional e ações de extensão
Formação Integral

Coordenadores discutem a integração entre prática profissional e ações de extensão

06/10/2017 - Reunião foi organizada pela Pró-Reitoria de Extensão do IFRN e aconteceu nesta sexta (6)

Coordenadores discutem a integração entre prática profissional e ações de extensão

Encontro aconteceu na Sala de Atos da Reitoria do IFRN

Qual a ligação entre a prática profissional em uma instituição pública de ensino profissional e os problemas sociais que a rodeiam? Foi para debater isso que os coordenadores dos Núcleos de Extensão e Prática Profissional (NEPPs) e a equipe da Pró-Reitoria de Extensão do IFRN se reuniram hoje (6), na Sala de Atos da Reitoria.

No encontro, que durou todo o dia, eles apresentaram as experiências desenvolvidas nos campi que unem a prática profissional necessária à formação técnica dos estudantes às ações de extensão. Cabe à Extensão estreitar as relações do Instituto com a sociedade que atende, através de cursos e outras atividades.

"Nosso objetivo é fortalecer os Núcleos como forma de alinhar as demandas sociais à formação dos nossos estudantes. Os NEPPs passam a ter relação, portanto, com o ensino e a pesquisa. Estão sendo desenvolvidos trabalhos maravilhosos nesse sentido, que precisam ser amplificados", explicou Régia Lopes, pró-reitora de Extensão do IFRN.

Os NEPPs surgiram a partir de iniciativas da Diretoria Acadêmica de Construção Civil (Diacon) do Campus Natal-Central. Estudantes de cursos como o de Tecnologia em Construção Civil começaram a perceber problemas sociais que poderiam ser amenizados com a ação prática do que aprendiam nas aulas.  

"O NEPP da Diacon existe desde 2009. Hoje temos ações em todos os campi, atendendo demandas das áreas de recursos pesqueiros, ciência  ambientais, construção civil, eventos e turismo, todos com foco nessa prática em benefício da sociedade do entorno", completou a pró-reitora. Outros exemplos compartilhados na reunião foram o do Campus Nova Cruz, que alia a formação dos estudantes em Administração às necessidades enfrentadas pelos integrantes do MST; do Campus Ipanguaçu, que leva conhecimentos de agropecuária a pequenos produtores da região; Natal-Zona Norte, que busca promover o comércio dos bairros próximos, e do Campus Caicó, com o curso de Design de Moda e a realidade do setor vestuário na cidade.

Ações do documento

Página em carregamento