Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Colégio de Dirigentes atua na construção do Plano de Desenvolvimento Institucional
Gestão

Colégio de Dirigentes atua na construção do Plano de Desenvolvimento Institucional

10/10/2018 - Reunião desta semana teve foco no PDI e no planejamento para 2019

Colégio de Dirigentes atua na construção do Plano de Desenvolvimento Institucional

Professor Bruno Campelo apresentou a metodologia de construção do PDI 2019-2023.

Reunidos na Sala de Atos da Reitoria do IFRN nos dia 9 e 10 de outubro, os integrantes do Colégio de Dirigentes (Codir) focaram suas discussões e atividades na construção do Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2019-2023. No segundo dia do encontro, foram avaliados dados para que tenha início o processo de construção do planejamento 2019, que deve ser estruturado junto às comunidades dos campi e da Reitoria.

Na terça-feira (9), os integrantes da Comissão de Desenvolvimento Institucional do PDI apresentaram aos membros do Codir a metodologia adotada para a construção do Plano, o BSC – Balanced ScoreCard (ou Indicadores Balanceados de Desempenho, em tradução livre). A técnica parte de uma avaliação do desempenho organizacional através de indicadores quantificáveis e verificáveis. Essa avaliação é feita com a intenção de definir estratégias, em busca de atingir os objetivos institucionais de forma operacional. “O BSC está voltado para o futuro, pois visa ao melhoramento interno, o investimento nos funcionários de todos os níveis e o desempenho em longo prazo”, explicou Bruno Campelo, professor do Campus Natal-Zona Norte, responsável pela apresentação.

Após a exposição, os dirigentes se reuniram em grupos para a realização de uma oficina. No trabalho, cada grupo tinha o objetivo de analisar as propostas dos campi para o mapa estratégico da Instituição. As análises foram feitas para os eixos Políticas de Desenvolvimento Institucional, Políticas Acadêmicas e de Inovação, Políticas de Gestão e Políticas de Infraestrutura.

Os resultados da oficina serão utilizados pela Comissão Central de construção do PDI como apoio na consolidação das propostas da comunidade. Para o reitor do IFRN, Wyllys Farkatt Tabosa, presidente do Codir, o trabalho foi mais do que positivo. “O dia foi emblemático. Quando recebemos as sugestões diretamente dos campi, conseguimos nos apropriar de forma mais efetiva do que é o desejo da comunidade”, destacou.

PLANEJAMENTO

Na quarta (10), os dirigentes assistiram a uma apresentação da Pró-Reitoria de Administração (Proad) sobre a previsão de gastos com contratos em comparação ao orçamento anual. O objetivo da Instituição é que os recursos voltados para a manutenção dos contratos (contas de água e luz, combustível para carros oficiais, servidores terceirizados, estagiários, entre outros) cheguem no máximo a 70% do orçamento. 

O levantamento foi realizado pelos administradores Allen Gardel (Campus EaD) e Gustavo Moura (Campus Natal-Cidade Alta). “O trabalho não está finalizado, mas nos ajuda a avaliar como está o nosso processo de distribuição de recursos para pensarmos o planejamento para o próximo ano”, finalizou o pró-reitor de Administração, Juscelino Cardoso. "Esse levantamento nos dá um parâmetro sobre o que podemos adaptar e melhorar", declarou Pollyanna Araújo, diretora-geral do Campus Avançado Lajes.

À tarde foi o momento de apresentação da matriz orçamentária do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica (Conif). A matriz define as formas de repasse do orçamento nacional aos Institutos Federais. O professor Agamenon Tavares, pró-reitor de Ensino do Instituto, destacou que já havia encaminhado para todos os servidores, através de email institucional, documentos com as explicações sobre a matriz orçamentária, que leva em considerações fatores como carga horária dos cursos. 

"Precisamos estabelecer um diálogo com toda a comunidade acadêmica sobre as questões de financiamento da educação, refletidas nessa matriz, mas acima disso, sobre os nossos currículos e ofertas. Nosso trabalho não depende apenas do fator financeiro, mas precisamos entender que é uma temática que traz consequências também na definição da matriz. Estamos em processo de avaliação das nossas ofertas. Faremos consultas e fóruns públicos para debatê-las. É importante ficar claro para alunos, servidores e toda sociedade que não abrimos mão do Ensino Médio Integrado, das concepções do nosso Projeto Político Pedagógico (PPP) e da qualidade do IFRN", explicou o pró-reitor.

O Colégio de Dirigentes é formado pelos diretores-gerais dos campi, pró-reitores, diretores sistêmicos e reitor do IFRN. A sua função é discutir os temas relacionados ao Instituto que auxiliam e repercutem na gestão, visando ao fortalecimento da Instituição e dos resultados alcançados.

Ações do documento

Tags: , , ,
Página em carregamento