Você está aqui: Página Inicial / Campi / Apodi / Notícias / IFRN recebe homenagem da Assembleia Legislativa pelos 110 anos de história
RECONHECIMENTO

IFRN recebe homenagem da Assembleia Legislativa pelos 110 anos de história

23/09/2019 - O Diretor-Geral Francisco Damião Freire Rodrigues recebeu a homenagem em nome do Campus Apodi

IFRN recebe homenagem da Assembleia Legislativa pelos 110 anos de história

O Diretor-Geral Francisco Damião Freire Rodrigues recebe homenagem na Assembleia legislativa

Para celebrar o aniversário de 110 anos do IFRN, a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte realizou sessão solene, na tarde desta quarta-feira (18). A solenidade foi proposta pleo deputado Allyson Bezerra, que foi estudante do Campus Mossoró do Instituto. 

Durante a cerimônia, foram homenageados o reitor Wyllys Farkatt Tabosa; o pró-reitor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional Marcos Oliveira; os diretores-gerais Antonia Francimar da Silva (Pau dos Ferros); Francisco Damião Freire Rodrigues (Apodi); Jailton Barbosa dos Santos (Mossoró); José Arnóbio de Araújo Filho (Natal-Central); o ex-reitor da Instituição Belchior de Oliveira Rocha; o ex diretor-geral do Campus Mossoró Clóvis Costa de Araújo; o servidor aposentado e hoje secretário estadual de Educação Getúlio Marques Ferreira; o servidor técnico-administratovo Ivanilton Costa Filgueira e o estudante Nalbert Pietro Martins da Costa.

Allyson relembrou sua época como estudante e a contribuição para a construção da sua realidade. "Essa escola é viva na memória de todo egresso. Não tem como apagar. É algo muito vivo, muito forte. [...] Propomos essa sessão porque é tempo de valorizar a educação e a instituição que tanto contribui com a sociedade. O IFRN é importante para a transformação e desenvolvimento do Rio Grande do Norte por meio da qualificação dos nossos profissionais”, declarou.

O reitor Wyllys Farkatt Tabosa iniciou seu discurso destacando a missão social do Instituto, definida no Plano de Desenvolvimento Institucional 2019-2026: “prover formação humana, científica e profissional aos discentes visando o desenvolvimento social do Rio Grande do Norte”. Em seguida, fez uma rápida retrospectiva sobre o histórico da Instituição, inaugurada no dia 23 de setembro de 1909 como Escola de Aprendizes Artífices, tornando-se posteriormente Liceu Industrial de Natal, Escola Industrial de Natal, Escola Federal Industrial do Rio Grande do Norte, Escola Técnica Federal do Rio Grande do Norte (ETFRN) e Centro Federal de Educação Tecnológica (CEFET), até chegar a IFRN, em dezembro de 2008.

O reitor destacou os últimos resultados e conquistas alcançados pela Instituição. Só na última edição da Olimpíada nacional de História do Brasil (ONHB), o Instituto foi o maior premiado do país, com 19 equipes campeãs. Em levantamento realizado pelo Tribunal de Constas da União (TCU), o IFRN é a quinta melhor instituição de ensino do país com relação a sua governança (uso e gestão de recursos financeiros e de pessoal). 

Para fechar seu discurso, o reitor destacou a dificuldade enfrentada com a atual política educacional brasileira: "não há future-se não tivermos presente-se, que é a devolução do nosso orçamento para executarmos o nosso planejamento. Gostaria de encerrar essa fala de maneira altaneira, contudo, termino com o sentimento de desafio redobrado: seguir será difícil, mas o IFRN conta com grandes servidores e estudantes, além do reconhecimento da sociedade do Rio Grande do Norte representada pelos ilustres senhores deputados. Somente juntos poderemos vencer as lutas que apenas começamos a vivenciar", ressaltou. 

O IFRN completa 110 anos de história no dia 23 de setembro, contando hoje com 21 unidades funcionando e uma em fase de implantação, em Jucurutu, atuando em todas as regiões do estado. A instituição tem mais de 40 mil estudantes e 3,5 mil funcionários.

Ações do documento

Página em carregamento