Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Reitoria recebe senador para visita técnica
Relações Interinstitucionais

Reitoria recebe senador para visita técnica

19/03/2019 - Styvenson Valentim mostrou-se sensível aos pleitos apresentados

Reitoria recebe senador para visita técnica

Styvenson: "tenho a crença de que a educação pode e vai mudar o país"

“Qual o segredo do IFRN? Como vocês explicam esse sentimento de pertencimento que está presente em todos daqui?”

As indagações, que partiram do senador Styvenson Valentim, abriram o encontro entre o parlamentar e parte da equipe gestora da Reitoria do IFRN. Acompanhado por três assessores, o senador pode conhecer ações e projetos de Pesquisa e Inovação, Extensão e de Ensino do Instituto. A reunião aconteceu na manhã do último sábado, (16).

Após as apresentações formais, foi iniciado um bate-papo sobre as estruturas do Instituto, o alcance de seus projetos e o tamanho de seus desafios. O reitor do IFRN, Wyllys Tabosa, fez questão de que seus colegas de gestão falassem sobre o desenvolvimento de suas pastas. O senador fez questionamentos e elogios à atuação da Instituição, a qual definiu como “exemplo de educação eficiente”. Ainda houve a exibição do filme do Campus Natal-Zona Leste, que concentra as atividades de educação a distância do Instituto, e do filme institucional do IFRN, que traz os números atualizados dos atuais 21 campi em funcionamento.

Pesquisa e Ensino

Presentes à reunião, os pró-reitores de Administração – Juscelino Cardoso –, de Pesquisa e Inovação – Márcio Azevedo – e de Ensino – Agamenon Tavares falaram sobre as atividades desenvolvidas. Juscelino trouxe dados acerca das obras em andamento, como a construção do Campus Avançado Jucurutu. Já o professor Márcio citou as incubadoras tecnológicas, falou sobre as patentes produzidas pelo Instituto e sobre o alcance dos projetos, como o Crab, que já foi apresentado em eventos científicos dentro e fora do país. 

Ao falar do Ensino no Instituto, Agamenon destacou a necessidade de contratação de servidores temporários, para dar suporte às demandas dos estudantes com deficiência: “hoje temos 389 estudantes com algum tipo de deficiência e esse número pode aumentar. Para atender adequadamente essas Pessoas com Deficiência (PCD), precisamos é de ledores, cuidadores e intérpretes de Libras, por exemplo. Essa contratação atravessa um entrave burocrático e pedimos o apoio do senador para que o processo ande, pois está parado há meses em Brasília”, declarou o pró-reitor, que ainda fez questão de destacar o papel da Rede Federal de Educação Tecnológica: “defendemos o modelo e as concepções do IFRN, como de toda a nossa Rede, que tem índices de sucesso em toda a extensão do país. Em nossa ótica é uma Educação Pública de qualidade, com resultados inquestionáveis, sendo um patrimônio da sociedade”, sentenciou.

O reitor acrescentou à fala de Agamenon um pedido voltado à valorização do servidor: “pedimos seu apoio em questões que dizem respeito a nossos servidores, tanto pela instituição da figura do técnico substituto, o que auxiliaria no desenvolvimento das atividades quando o efetivo precisasse se afastar por quaisquer motivos, quanto o Reconhecimento de Saberes e Competências (RSC), processo que podem levar a uma Retribuição por Titulação (RT), aumentando os vencimentos, o que já acontece com os nossos docentes, e ainda a gratificação de interiorização, para amparar o colega que vai morar no interior e tem de manter a família aqui”.

Crença na educação

Mostrando-se sensível aos pleitos apresentados, o senador Styvenson comprometeu-se em ajudar ao IFRN, reforçando que a educação é uma das suas frentes de batalha: “Não foi bandeira política, é que eu tenho a crença de que a educação pode e vai mudar o país. Acredito que, se pensarmos juntos, o que eu puder fazer para melhorar, aumentar e potencializar o Instituto Federal eu vou fazer”, disse. Por parte do Instituto, ficou acertado o envio de documentos, como o relatório de gestão, para que a equipe de trabalho do gabinete do senador possa se inteirar da realidade do IFRN e encontrar meios de atender aos pleitos. Ao final do encontro, o reitor presentou o senador com o livro Por dentro do IFRN, obra que traz um levantamento sobre a expansão do Instituto.

Ações do documento

Página em carregamento