Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Reitor, servidores e estudantes alertam para os riscos do Programa Future-se
GESTÃO

Reitor, servidores e estudantes alertam para os riscos do Programa Future-se

07/08/2019 - Seminário aconteceu nesta terça (7), promovido pelo Sinasefe Natal

Reitor, servidores e estudantes alertam para os riscos do Programa Future-se

O reitor do IFRN, Wyllys Farkatt Tabosa, debateu hoje (7), junto ao professor Dante Moura, do Campus Natal-Central, sobre o Programa Future-se. O debate foi promovido pelo Sinasefe Natal, sindicato representativo dos servidores do IFRN, e aconteceu no auditório do Campus Natal-Cidade Alta, Unidade da Avenida Rio Branco, também com a participação da Rede de Grêmios do IFRN (Regif) e coletivos de estudantes. A conversa teve a mediação da coordenadora geral do Sinasefe, pedagoga Nadja Costa, e da professora Aparecida Fernandes. Participaram estudantes e servidores.

Tanto o reitor Wyllys quanto o professor Dante declararam a sua desaprovação ao Programa proposto pelo MEC. Uma das maiores preocupações é quanto à proposição de Organizações Sociais (OS) para participarem da gestão das instituições. “A OS é uma entidade de direito privado, sem fins lucrativos, que trabalha com o fomento do estado. Teríamos, portanto, que contratar mais uma empresa, precisando estabelecer relação com uma entidade privada que não conhece a nossa Instituição”, explicou o reitor.

O professor Dante Moura, pesquisador de relevância nacional na área de educação profissional, defendeu que o Future-se surge com o objetivo de “subverter a lógica das instituições aos interesses mercadológicos, podando a autonomia de construção do conhecimento”. Ele alertou ainda para o fato de a proposta ter sido enviada aos reitores como a minuta de um Projeto de Lei (PL). “Com isso, não há uma proposta concreta para ser avaliada, o que nos aponta para uma rejeição completa”, declarou.

O reitor Wyllys Farkatt alertou ainda: “o que está em risco maior é o projeto dos Institutos Federais, que nos últimos anos vem se consolidando como um projeto de estado e passou a sofrer um duro ataque”. Ao final do debate, estudantes e servidores pontuaram a necessidade de unir ações em busca da sustentabilidade e defesa do IFRN, destacando também as dificuldades enfrentadas com o corte orçamentário sofrido neste ano.

 

 

Ações do documento

Tags: , ,
Página em carregamento