Você está aqui: Página Inicial / Campi / Reitoria / Notícias / Primeira semana do projeto é marcada por avaliação positiva do formato
Reitoria no Campus

Primeira semana do projeto é marcada por avaliação positiva do formato

27/04/2017 - Estudantes e servidores vêm dialogando diretamente com os responsáveis pelas áreas de interesse

Primeira semana do projeto é marcada por avaliação positiva do formato

Encontro com estudantes no Campus Parnamirim

Com o objetivo de promover cada vez mais diálogo e integração entre todos que formam o IFRN, teve início nesta segunda-feira (24) o projeto Reitoria no Campus. Com um formato inovador, o projeto leva servidores a conversarem diretamente com os gestores da sua área principal de interesse, como também promove a interação entre estudantes e o reitor e diretor(a)-geral do campus sobre as dimensões estratégicas da Instituição.

Para finalizar, uma reunião entre os gestores da Reitoria e dos campi busca estabelecer uma agenda de encaminhamentos e sugestões para as questões discutidas. Até junho,  reitor, pró-reitores, diretores sistêmicos, chefe de gabinete e assessora de comunicação vão percorrer todos os campi da Instituição. 

AVALIAÇÃO POSITIVA

Com a visita, até agora, aos campi EaD, Natal-Central, Natal-Zona Norte e Parnamirim, o formato vem sendo elogiado pelos participantes. O diretor-geral do Campus Parnamirim, Ismael Félix Coutinho, declarou: "com esse nível de diálogo, a Instituição e as pessoas crescem em uma relação mais próxima". Tal declaração confirma um dos objetivos da ação, que é reforçar o trabalho de ensino e de administração do IFRN como uma rede. Os coordenadores, diretores e chefes dos campi elogiaram ainda os esforços dos gestores das diferentes dimensões sistêmicas da Instituição em articular as ações entre os representantes das suas áreas nas unidades de ensino. 

 O reitor Wyllys Farkatt fez questão de destacar a satisfação em perceber o interesse e o nível de engajamento dos estudantes por assuntos como planejamento, orçamento, assistência estudantil e outros. "Estou maravilhado com a participação dos nossos estudantes. Fico muito satisfeito em perceber o nível de interesse e de esclarecimento político deles, que discutem diretamente com a gente sobre aspectos macros da Instituição. 

 PRINCIPAIS TEMAS

Até o momento, as questões principais dos diálogos vêm girando em torno do planejamento a partir do contingenciamento de recursos de capital da Instituição em cerca de 25%. O pró-reitor de Administração, Juscelino Cardoso, expôs os números referentes aos recursos recebidos pela Instituição nos últimos anos, explicando como se dá o processo atual de contingenciamento - através de cotas limites a partir do recurso aprovado para o Instituto. "Nossa Instituição é muito forte, muito organizada. Nós teremos dificuldades, mas serão superadas", comentou o pró-reitor, no encontro do Campus Natal-Central. Ele informou ainda sobre a formação de um grupo de trabalho a nível de Colégio de Dirigentes (Codir) para adequar o planejamento da Instituição à nova realidade. Os resultados serão apresentados na próxima reunião ordinária do Colégio, que deve acontecer em 8 de maio.

Nesse sentido, os pró-reitores de Ensino, Pesquisa e Extensão fizeram questão de compartilhar o que vem sendo pensado nas suas áreas para trabalhar com a nova realidade. "Estamos focando os projetos que visam a dar continuidade às políticas de incentivo ao desenvolvimento da ciência, da tecnologia, do empreendedorismo e da cultura", explicou a pró-reitora de Extensão, Régia Lopes. Os servidores do Campus Natal-Zona Norte destacaram a necessidade de se trabalhar de forma mais articulada com relação à rede de servidores e estudantes do IFRN, a fim de aprimorar as ações de internacionalização e pesquisa.

Em todos os campi, o diretor de Gestão em Atividades Estudantis, Erivan Sales do Amaral, afirmou a decisão de priorizar o atendimento estudantil, com os programas de alimentação, auxílio transporte e iniciação profissional. "Essas ações oportunizam a manutenção de muitos dos nossos estudantes em sala de aula. Nossas mudanças serão nos demais programas e ações", explicou o gestor.

O diretor de Gestão de Tecnologia da Informação discutiu questões referentes, principalmente, à estruturação de equipamentos e softwares nos campi. "Este é um dos maiores desafios, uma vez que os parques tecnológicos precisam ser renovados frequentemente", destacou André Gustavo. Junto à chefe de Gabinete, Auxiliadora Pereira de Lira, foi informada a previsão de ter todos os processos administrativos do IFRN sendo processados de forma digital até o final do ano. Outro tema abordado foi a Política de Comunicação do Instituto, que deve ser construída também até o final deste ano, com a articulação da Assessoria de Comunicação Social e Eventos.

Quanto ao Campus EaD, a pauta principal foi o aprimoramento da política de educação a distância no Instituto. Os servidores do Campus EaD falaram principalmente da necessidade de expansão do quadro de pessoal. O diretor de Gestão de Pessoas, Auridan Dantas, expôs que participa, junto à Secretaria de Educação Tecnológica do MEC (Setec) de um Grupo de Trabalho que estuda a criação de cargos e revisão da portaria que limita o número de servidores por campus. O diretor-geral do Campus EaD abordou ainda os desafios quanto às formas de fomento nacionais aos programas de educação a distância e o objetivo de levar centros de EaD a todos os campi do IFRN, forma avaliada como estratégica para a consolidação do ensino a distância na Instituição.

O Reitoria no Campus será retomado no dia 16 de maio, nos campi São Gonçalo do Amarante e Ceará-Mirim. Confira a programação completa do projeto.

Ações do documento

Página em carregamento